Diário Online
Notícias / Notícias Pará
PREPAREM AS MOCHILAS!

Rede municipal se prepara para volta às aulas segunda (13)

As aulas presenciais funcionarão com os alunos distribuídos em grupos de 25% das turmas e comparecimento presencial em dias alternados.

sexta-feira, 10/09/2021, 23:24 - Atualizado em 10/09/2021, 23:42 - Autor: Redação


Retorno da rede municipal de Belém é na próxima segunda, 13
Retorno da rede municipal de Belém é na próxima segunda, 13 | Agência Brasil

Os alunos da rede municipal de ensino de Belém podem, enfim, preparar as mochilas. A prefeitura da capital paraense anunciou o retorno das aulas presenciais. O anúncio foi realizado após a confirmação de que todos os trabalhadores do setor foram imunizados com as duas doses da vacina contra covid-19.

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) anunciou o retorno para a próxima segunda-feira (13). O retorno das aulas presenciais começa pela educação infantil, de forma gradual, escalonada, e conforme o protocolo de biossegurança estabelecido pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesma). 

As aulas presenciais funcionarão com os alunos distribuídos em grupos de 25% das turmas e comparecimento presencial em dias alternados. As escolas devem entrar em contato com os pais para informar detalhes das escalas.

Dia 20 de setembro de 2021 será a vez do retorno presencial do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e da 1ª e 2ª totalidade da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (Ejai), com os alunos distribuídos em grupos de 33% das turmas e comparecimento presencial em dias alternados.

Dia 27 de setembro de 2021 o retorno presencial dos anos finais, ou seja, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª e 4ª totalidade da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI), com os alunos distribuídos em grupos de 33% das turmas e comparecimento presencial em dias alternados.

 Cresce o número de abandono escolar

As dificuldades de concentração em casa, problemas familiares, ausência de apoio técnico, necessidade financeira e complicações com a conexão de internet, são fatores que fazem muitos alunos não conseguirem prosseguir no ano letivo. O abandono escolar é um problema que se tornou ainda mais grave durante este período, claro, principalmente para a população mais pobre, que não pode pagar por educação privada.

Segundo dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), em 2020, o número de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos fora da escola passou para 1,5 milhão.

A suspensão das aulas presenciais fez com que esse número aumentasse ainda mais. Somados a eles, 3,7 milhões de crianças e adolescentes da mesma faixa etária estavam matriculados, mas não tiveram acesso a nenhuma atividade escolar, seja impressa ou digital e não conseguiram se manter aprendendo em casa. No total, 5,1 milhões ficaram sem acesso à educação no ano passado.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS