Diário Online
Notícias / Notícias Pará
PARTICIPAÇÃO

Banpará cria oportunidades profissionais para mulheres 

Nos 60 anos de história, a instituição criou seleções e mecanismos para garantir igualdade de oportunidades para todos os servidores, e elas se destacam em áreas estratégicas. Conheça a história de duas diretoras

terça-feira, 28/09/2021, 08:51 - Atualizado em 28/09/2021, 08:50 - Autor: Cintia Magno


Imagem ilustrativa da notícia: Banpará cria oportunidades profissionais para mulheres 
| Agência Pará

Desde o primeiro concurso público realizado pelo Banco do Estado do Pará (Banpará), ainda em 1961, a preocupação com a criação de oportunidades aos servidores, que seguem construindo esses 60 anos de história da instituição, foi uma constante. Através de uma política voltada para a igualdade de oportunidades e incentivo à capacitação, o banco garantiu que muitos funcionários encontrassem dentro da instituição a chance que precisavam para crescer profissionalmente e, diante das oportunidades criadas, viu a participação feminina se destacar frente aos desafios.

Não demorou muito para que a diretora de Controle, Risco e Relação com Investidores do Banpará, Geize Figueiredo, tivesse a primeira oportunidade de crescimento profissional após a entrada na instituição por meio de seleção pública. Há 27 anos, foi em uma agência no município de Oriximiná, no Baixo Amazonas, que ela iniciou a construção de uma carreira que, anos mais tarde, lhe levou até a diretoria do Banco. “Oriximiná foi a minha primeira agência, onde eu passei por várias funções porque o banco te dava oportunidade para isso. Se você se dedicasse, ia assumindo as funções, inicialmente substituindo, mas depois, de acordo com o desenvolvimento de cada um, tinha a oportunidade de ser efetivada nas funções”.

 

O banco te dá oportunidade de você crescer de acordo com o seu desenvolvimento, ele aposta naquilo que você tem mais expertise, desde que seja nos processos que o banco necessita para continuar crescendo e alavancando o seu resultado”. Geize Figueiredo, diretora de Controle, Risco e Relação com Investidores
O banco te dá oportunidade de você crescer de acordo com o seu desenvolvimento, ele aposta naquilo que você tem mais expertise, desde que seja nos processos que o banco necessita para continuar crescendo e alavancando o seu resultado”. Geize Figueiredo, diretora de Controle, Risco e Relação com Investidores | Divulgação
 

Do interior, Geize seguiu para Belém e ainda no primeiro ano na capital, quando o banco abriu um processo seletivo para fazer um curso interno que oportunizaria aos participantes a chance de assumir funções estratégicas, ela não hesitou em agarrar a oportunidade. “Valorizar as oportunidades que o banco dá tem muito a ver com a minha carreira. Eu me dediquei com todo o afinco e consegui, apesar de ser nova na instituição”, considera. “Essa é outra coisa que o banco faz, ele não dá oportunidade apenas para o mais antigo, mas aquelas pessoas que entraram no banco e têm o desejo de estudar e se dedicar, a instituição tem programas específicos para isso”.

A partir do curso interno, as portas se abriram para Geize, que já começou a atuar como assessora da diretoria, depois na Superintendência, sempre em cargos estratégicos. Para que esse caminho fosse traçado, porém, ela conta que não ficou apenas naquele primeiro curso interno. Com a ajuda do Banpará, ela fez outra graduação, em Economia, uma pós-graduação e um mestrado. Através da busca constante por qualificação e das chances encontradas na instituição, Geize assumiu, no primeiro momento, a Diretoria Financeira do Banpará e há dois anos e meio está à frente da diretoria de controle e risco. “O banco te dá oportunidade de você crescer de acordo com o seu desenvolvimento, ele aposta naquilo que você tem mais expertise, desde que seja nos processos que o banco necessita para continuar crescendo e alavancando o seu resultado”, avalia. “Na realidade é uma troca. E eu tento retribuir o máximo possível com a minha dedicação e o meu trabalho”.

Para a diretora de Controle, Risco e RI, a igualdade oferecida pelo Banpará aos seus funcionários foi o que fez a diferença na sua carreira, assim como na participação de outras mulheres em cargos estratégicos da instituição. “O banco não prioriza um ou outro. As oportunidades são iguais, mas o que a gente percebe que, quando têm, as mulheres se dedicam de forma surpreendente e acabam se destacando seja nos processos seletivos, seja nos cursos internos”, considera.

 

Cada vez mais a gente observa que as mulheres vêm dominando cargos de liderança pelos seus resultados apresentados, pelo seu conhecimento e pela vontade de cada vez mais crescer e fazer o melhor”.

Ruth Pimentel, diretora Financeira e de Produtos e Serviços Comerciais
Cada vez mais a gente observa que as mulheres vêm dominando cargos de liderança pelos seus resultados apresentados, pelo seu conhecimento e pela vontade de cada vez mais crescer e fazer o melhor”. Ruth Pimentel, diretora Financeira e de Produtos e Serviços Comerciais |
 
Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS