Diário Online
Notícias / Notícias Pará
R$ 2 MIL

Benevides anuncia auxílio para peixeiros do município

Lei Municipal foi sancionada na tarde desta quinta-feira (07). Peixeiros devem procurar Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico do município para se credenciar

quinta-feira, 07/10/2021, 20:44 - Atualizado em 07/10/2021, 20:44 - Autor: Com informações de divulgação


Peixeiros do município relatam queda na venda dos peixes
Peixeiros do município relatam queda na venda dos peixes | Marcelo Camargo/ABr

A prefeita de Benevides, Luziane Solon, sancionou a Lei Municipal 021/2021 que concede auxílio financeiro para peixeiros do município da Região Metropolitana de Belém, por conta da queda nas vendas devido a repercussão sobre os casos da chamada doença “urina preta”.

Urina preta: doença impacta venda de peixes em Mosqueiro

Ananindeua inclui pescadores em auxílio. Veja como receber

Apesar de nenhum caso da doença ter sido notificado no município de Benevides, os peixeiros relatam queda de até 70% nas vendas, comprometendo o orçamento familiar.

O auxílio financeiro concedido pela prefeitura de Benevides será disponibilizado apenas para peixeiros que exerçam atividades comprovadas no município e que não tenham nenhum outro tipo de renda.

Não será concedido o auxílio para peixeiros que possuam algum tipo de relação de parentesco de até terceiro grau com a prefeita, vice prefeita, secretários municipais ou vereadores.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEMUDE) irá realizar o credenciamento dos interessados até o dia sete de novembro. O repasse de dois mil reais será pago em parcela única.

Segundo a prefeita Luziane Solon, a medida vai ajudar famílias e fortalecer a economia do município. “Tomamos a atitude de submeter esse auxílio primeiramente à avaliação da Câmara dos Vereadores que irá apreciar o mais breve possível o projeto de Lei. Muitos Benevidenses sobrevivem da economia do comércio local, então se caem as vendas, toda a cadeia é afetada. Com esse auxílio, contribuímos com a renda de famílias e continuamos a girar a economia comercial em Benevides”, disse a chefe do executivo.

O feirante que comercializa peixes deve procurar a sede da SEMUDE, localizada na sede da Prefeitura de Benevides e apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência, carteira de manipulação emitida pelo Departamento de Vigilância Sanitária, alvará de funcionamento e comprovante de cadastro na Prefeitura de Benevides. 

Após o credenciamento, os vendedores devem aguardar o chamamento para a entrega dos documentos. O dinheiro será pago na conta informada por cada vendedor e em seguida será realizada a capacitação de boas práticas e manipulação de alimentos.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS