Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
22°
cotação atual R$
TOPA TUDO POR AMOR

Vídeo: homem se finge de morto com sangue de galinha no Pará

A suposta vítima usou sangue do animal para chamar a atenção da ex-companheira e causou um verdadeiro "fuzuê" na cidade de São Sebastião da Boa Vista

quinta-feira, 04/11/2021, 12:42 - Atualizado em 04/11/2021, 15:45 - Autor: Com informações Marcos Onias

Google News

O episódio virou caso de polícia, e até o dono da rede onde o "morto-vivo" foi carregado ficou revoltado.
O episódio virou caso de polícia, e até o dono da rede onde o "morto-vivo" foi carregado ficou revoltado. | Reprodução

Quando dizem que o amor move montanhas e faz o ser humano fazer qualquer coisa, não falaram sobre alguém "matar ou morrer" por isso. Quando a gente acha que já viu de tudo, aparece alguém para mostrar que a humanidade ainda pode ir além

Um caso inusitado aconteceu em São Sebastião da Boa Vista, município do arquipélago do Marajó, no Pará. Um homem, inconformado com o término de seu relacionamento, se fingiu de morto e até usou sangue de uma galinha para chamar a atenção da ex-companheira.

Investigação aponta dinheiro vindo do tráfico no Pará

Vídeo: veja a busca pelas gêmeas que estavam desaparecidas

Segundo informações apuradas pelo repórter Marcos Onias, da RBATV, o indivíduo, que não teve a identidade revelada, presenciou uma traição da ex-mulher, e para tentar chamar a atenção e reatar o relacionamento, matou uma galinha e usou o sangue do animal para se fingir de morto. Além disso, a suposta vítima, mobilizou vários pessoas que tentaram prestar socorro a ele. 

ASSISTA AO VÍDEO DA FALSA MORTE

   

Conforme é possível ver nas imagens, ele é carregado em um carrinho de mão, por moradores da região, que o colocaram dentro de uma viatura da Polícia Militar que em seguida o levou para um hospital. 

No local, os médicos perceberam que ele ainda respirava, além de não identificar a origem da grande quantidade de sangue. Após uma análise, a equipe médica percebeu a armação. 

O episódio virou caso de polícia, já que o próprio "morto-vivo", se denunciou e usou uma viatura da PM. Lembrando que falsa comunicação de crime está prevista no Código Penal e tem como pena reclusão de um a seis meses ou multa. 

Até o dono da rede onde o homem foi carregado para receber socorro ficou revoltado com a armação, e foi ele mesmo buscar o objeto no hospital. 

Se a moda pega, as pobres das galinhas estarão em uma fria.

(Com informações de Marcos Onias/RBATV)


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS