Diário Online
Notícias / Notícias Pará
HEMOPA

Chuvas, Covid e Influenza impactam na doação de sangue

Fundação explica que o mês de janeiro é historicamente crítico. A média de coleta diária, no período, é de 167 bolsas de sangue, quando o ideal é coletar 250 a 300 bolsas para deixar os estoques satisfatórios.

quinta-feira, 13/01/2022, 15:28 - Atualizado em 13/01/2022, 15:28 - Autor: Agência Pará


Imagem ilustrativa da notícia: Chuvas, Covid e Influenza impactam na doação de sangue
| Ascom/Hemopa

O período de fortes chuvas no Pará traz reflexos negativos para o quadro de captação da Fundação Hemopa. Somado aos efeitos da pandemia da Covid-19 e da transmissão das Influenzas, as unidades de coleta amanhecem sem voluntários para fazer a doação de sangue. A média de coleta diária, em Belém, em janeiro é de 167 bolsas de sangue, quando o ideal é coletar 250 a 300 bolsas para deixar os estoques satisfatórios para atender a demanda hospitalar.

Helder Barbalho testa positivo para Covid-19


"O mês de janeiro é, historicamente, crítico para nós por causa da chuva que todos os dias aparece, em Belém. Os nossos doadores de sangue encontram dificuldades de deslocamento. E ainda estamos sob efeito da pandemia e, agora das gripes, o que causa ainda mais a diminuição do movimento. Mas é importante destacar que os pacientes estão precisando de sangue constantemente, portanto, o trabalho de captação de doadores não pode parar", destacou Paulo Bezerra, presidente da Fundação Hemopa.

Como estratégia de captação de doadores de sangue, a Fundação fortalece as parcerias com instituições públicas e privadas, igrejas, ONG's e com quem desejar contribuir com esta rede do bem, como é o caso dos servidores da Defensoria Pública do Estado, que montaram a caravana e chegaram na sede do Hemopa em Belém para doar, na manhã desta quinta-feira (13).

Pela primeira vez o Dalton Cordeiro, 33 anos, concretizou a doação de sangue. "Já tinha tentado outra vez, mas fui inabilitado por causa de um exame de endoscopia que tinha feito na época. Hoje, achei proveitosa essa oportunidade da caravana da Defensoria e consegui doar. É uma forma justa de estarmos ajudando o próximo", disse o assistente Administrativo.

"Doar é um ato é extraordinário. Você está doando aquilo que Deus lhe deu, como fôlego de vida", ressaltou Raquel Paiva, 35 anos, agente de segurança pública. Ela também deixou um recado para quem está bem, saudável e, pode ser um doador de sangue. "Quem ainda não é doador poderia entrar no site do Hemopa, pesquisar os lugares e horários e, com certeza, algum período do dia vai parar de chover e você tem a possibilidade de vir doar. Lembrando que você está ajudando alguém que não conhece, mas nunca se sabe se o seu parente pode precisar. E aí é esse sangue doado que pode salvar".

Campanhas externas

Nos dias 13 e 14 de janeiro, a unidade móvel da Fundação Hemopa vai atender no Hospital da Aeronáutica, que fica localizada na Avenida Almirante Barroso, em Belém. O atendimento será das 8h às 15h.

Já no sábado (15), o Colégio CEI, situado na Avenida Augusto Montenegro, recebe a unidade móvel do Hemopa a partir das 8h da manhã e o atendimento ao doador segue até às 16h.

Quem pode doar

Os voluntários precisam seguir os critérios básicos:

· Ter entre 16 e 69 anos, (menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal);

· Estar bem alimentado;

· Pesar mais de 50 kg;

· Estar em boas condições de saúde.

No momento do cadastro, é obrigatório apresentar um documento de identificação oficial, original e com foto (RG, CNH), passaporte ou carteira de trabalho).

Quem teve Covid-19 também pode voltar a doar, só precisa esperar 30 dias após a cura. Quem teve contato com pessoas que tiveram a doença deve esperar 14 dias após o último contato. Para quem recebeu a vacina Coronavac/Butantã, são 48 horas de inaptidão para doação, após cada dose. Já as demais vacinas basta esperar sete dias após cada dose.

É necessário ficar atento também para os sintomas gripais. Quem apresentou qualquer sintoma, deve esperar 15 dias após o fim dos sintomas, se tiver o teste de comprovação que não é Covid-19. Caso não tenha o teste de Covid, deve esperar 30 dias após os sintomas gripais.

Mais informações 3110.6500 /0800 280 8118.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS