Diário Online
Notícias / Notícias Pará
DENÚNCIA

Noivas denunciam calote de maquiadora famosa em Belém

As vítimas afirmam que pagaram, à vista, os serviços de maquiagem e penteado para o dia do casamento, para Núbia Beckman, e não tiveram o serviço ou o dinheiro ressarcido.

quarta-feira, 16/03/2022, 10:36 - Atualizado em 16/03/2022, 17:31 - Autor: Diário Online

Google News

Noivas consideram a maquiagem é um item importante para o casamento.
Noivas consideram a maquiagem é um item importante para o casamento. | ALESSANDRO SOLIGON/REPRODUÇÃO

O momento de casar para muitas pessoas é um sonho. A preparação para o grande dia inicia com bastante antecedência. Muitas dessas vezes, até dois ou três anos antes.

Para quem não vive esse momento, pode não entender o motivo de tanta antecedência nos preparativos. Mas, seja por motivo financeiro ou para conseguir data com o fornecedor que a pessoa tanto deseja, o importante é que tudo dê certo e saia como planejado.

Vídeo: agência de turismo é acusada de dar golpes no Pará

Para as mulheres, o vestido e maquiagem para o dia são um dos itens mais importante, afinal, elas querem estar “como nos sonhos”.

Mas, o que era pra ser momento de alegria, acabou sendo um pesadelo para algumas noivas do Pará, após elas pagarem pelo serviço de maquiagem, penteado, entre outros, para o dia do casamento e não receberem o serviço.

A suspeita do golpe é Núbia Beckman, uma das maquiadoras mais famosas do Pará, que, atualmente, tem mais de 19 mil seguidores no Instagram.

 

|
  

O DOL conversou com algumas noivas que foram vítimas da maquiadora, que contaram o drama que estão vivendo após os serviços fechados para o casamento não terem sido realizados. E, para piorar, não terem tido o valo pago de volta.

“Eu fechei um pacote de noiva com ela e paguei, à vista, o valor de R$ 900. Eu ia casar em 16 de outubro de 2021, mas tive que adiar por conta da pandemia. Então, informei a Nubia e ela me cobrou mais uma taxa de R$250 pelo adiamento. Essa taxa não cheguei a pagar. Mas descobri em dezembro (de 2021) que ela iria embora pra Fortaleza e que estava vendendo tudo. Nós tínhamos um contrato, e eu só descobri que ela ia embora por outra noiva. Entrei em contato com a Nubia, ela me disse que faria um destrato. Ela me enrolou, disse que ia fazer um destrato devolvendo os 60%, mas nunca fez. Mudou de número de telefone, bloqueou os comentários no Instagram, marcações. No começo eu não fiz nada, porque eu acreditei que ela poderia devolver o dinheiro. A minha sorte foi que descobri antes, meu casamento será em junho, mas tiveram noivas que descobriram na bem perto do dia casamento”, conta a noiva Francielly Alcântara.

 

| Reprodução
 

Ela completa falando que, além do desgaste emocional, também tem o prejuízo financeiro. “A gente se programa financeiramente para as coisas, aí do nada saber que temos que pagar o mesmo serviço de novo, é difícil”. A vítima registou um Boletim de Ocorrência, em Belém, na segunda-feira (14).

Outra noiva que também foi vítima da maquiadora é Nataly Silva. Diferente da primeira vítima que a equipe do DOL conversou, ela ficou sabendo que não teria o serviço, que já havia sido pago, faltando apenas poucos dias para a data do casamento. “Minha história não é diferente de muitas noivas, que sonharam com um dia mágico e caíram em um pesadelo. Ela simplesmente me informou que não iria me atender 05 dias antes da minha cerimônia. Fui do céu ao inferno no mesmo instante, pensei até que ia infarta, chorei horrores por não consegui ninguém disponível, tentei para mais 15 profissionais e todos não conseguiam me atender. Paguei por um pacote completo à vista, e não ter nada do que planejado, foi muito difícil. Por causa disso, não fiz making of, minha mãe, avó e filhas não poderem se arrumar comigo”, conta.

Ela relembra que o primeiro contato com a maquiadora Núbia Beckman foi em agosto de 2021. “Solicitei orçamento para o dia de noiva completo que incluiria minha mãe, minha avó e minhas duas filhas para o dia 15 de janeiro de 2022, data da minha cerimônia. No mesmo momento a mesma me informou dos pacotes para o dia da noiva e os valores, porém a mesma ressaltou que estava com uma promoção de um pacote de R$ 1750,00 por R$ 1200,00 para pagamento à vista. Ficamos na tratativa desse pacote até 11 de setembro de 2021, dia em que contratei o serviço, fiz pagamento via pix no valor de R$ 1200,00, enviei meus dados para confecção do contrato, porém, esse contrato nunca foi feito e assinado por ambas as partes. Como já a conhecia através das redes sociais e indicações, eu não me preocupei com o contrato, pois o mesmo estava quitado e tinha plena convicção que ela executaria os serviços contratados”, lembra. 

O pacote fechado pela noiva incluía teste de maquiagem e cabelo para a noiva, maquiagem e cabelo para o pré-wedding (ensaio feito antes do casamento), produção para mãe da noiva no dia do evento, robe personalizado, lanche, suíte decorada, massagem relaxante, esfoliação e hidratação corporal, além da assessoria para vestir a noiva para o casamento.

 

| Reprodução
  

Na época da contratação do serviço, a noiva estava fora do Estado a trabalho e retornou a Belém no dia 9 de dezembro de 2021. “Em novembro de 2021 informei a Nubia que estava chegando em Belém no dia 09/12/21 e perguntei quando poderíamos marcar o teste de cabelo e maquiagem conforme descrito no pacote contratado. A mesma me respondeu que perdeu informações referente ao meu contrato e conversas no Whatsapp e solicitou que eu repassasse a ela a ficha promocional e o contrato. Informei que não havia recebido o contrato, mas encaminhei o print das conversas e folder do pacote contratado. Em seguida, a Nubia respondeu que os testes seriam feitos apenas em janeiro (de 2022)”, detalha. 

Nataly Silva contou ao DOL que, no dia 08 de dezembro de 2021, voltou a entrar em contato com a maquiadora para, dessa vez, agendar a maquiagem do ensaio fotográfico. “Sem sucesso, não obtive retorno e devido a outros compromissos do casamento. Resolvi entrar em contato novamente somente em janeiro. Quando foi no dia 2 de janeiro de 2022, retornei o contato já informando que meu ensaio estava agendado para o dia 05 de janeiro e, no dia 03, recebi a  mensagem da Núbia dizendo que estava em tratamento psicológico, que o estúdio tinha falido e que teve que fechar por conta da pandemia, apesar dos eventos estarem retornando as coisas não estavam encaminhando. Ela afirmou que estava devolvendo o valor de todas as noivas que não atendeu, com a ajuda de algumas pessoas da família, pois não estava trabalhando porque a família não queria. Ela até pediu perdão pelo transtorno”. 

 

| Reprodução
  

A noiva conta que ficou em choque com a situação e respondeu a mensagem da maquiadora. “Eu disse que estava sem acreditar na mensagem, pois, naquela altura, faltavam apenas 11 dias do meu casamento e era muito difícil de conseguir agenda com outras profissionais especializadas em noivas. Eu disse que meu desespero também estava mexendo com o meu psicológico, pois acreditava que estava tudo certo, porém recebi essa mensagem rescindindo o contrato. Eu desejei melhoras para ela, que ela conseguisse superar e que esperava que ela me devolvesse o valor o mais breve, pois eu não tinha recursos financeiros para, naquele momento, faltando poucos dias para o casamento, pagar novamente uma média de R$ 1.200,00, à vista, para outro profissional”.

Nataly contou que então passou os dados bancários para que fosse feita a devolução do dinheiro, porém, isso nunca aconteceu. “Depois disso não consegui mais contato com a Núbia. Simplesmente ela sumiu e não deu mais satisfação nenhuma”. A vítima também registrou, em março deste ano, um Boletim de Ocorrência sobre o caso. 

OUTRO CASO

As noivas (hoje já casadas) Etienne Lima e Nayana Túlio, ambas advogadas, também tiveram problemas com a maquiadora Núbia Beckman para o dia do casamento, que aconteceu em outubro de 2021. Em conversa com o DOL elas contaram 

Em 2020 eu e minha esposa (na época noiva) conhecemos a Núbia, em uma feira que reunia vários profissionais. No mesmo dia, em 23 de outubro de 2020, contratei ela e fiz o pagamento de R$ 900,00. Exato um ano antes da data do casamento. Fechei com ela maquiagem e cabelo e ela ficou de me passar o contrato na semana seguinte, pois estávamos em um evento de noivas, tinha muita gente, e ela me pediu esse prazo. E por ser uma maquiadora conceituada, ter mais de 16mil seguidores (na época) no Instagram, ela dizia que trabalhava em uma emissora de TV em Belém, eu dei credibilidade e acreditei nela. Passou o final do ano de 2020, chegou 2021 (elas casaram em outubro) e até setembro a Núbia não tinha me procurado. Então como faltava um mês para o evento, eu ligava e ela não atendia, já tinha mandado mensagem e ela não respondia, as respostas eram só aquelas automáticas comerciais, e fiquei prejudicada. Ela me bloqueou no WhatsApp e Instagram. Uma vez consegui falar com ela e ela disse que faria o destrato contratual e devolveria 60% do valor pago e que só iria começar a pagar em março de 2022, mas depois disso sumiu. Não sabemos o paradeiro dela. Paguei por um serviço que não usei”, conta Etienne Lima. 

Ela afirma que, além do prejuízo financeiro, também ficou abalada emocionalmente. “Isso me causou um gasto que eu esperava, pois eu já tinha pago um serviço e tive que pagar novamente. Você contratar um serviço de maquiagem e cabelo perto do seu casamento é um custo grande e fora o desespero, pois, pior que a perda do dinheiro é desespero psicológico, pois a gente se prepara anos para que o casamento saia perfeito e você esteja linda no dia, pois aquele dia é tão especial, e o um dos seus principais fornecedores é um trambiqueiro. Para mim isso foi extremamente frustrante”.

Etienne completa dizendo que, só caiu na real sobre a situação, uma semana antes do casamento. “Eu só percebi que estava sem uma profissional para cuidar do meu dia de noiva, uma semana antes, porque até então eu não tinha resposta e ainda tinha esperança, por achar que ela era uma profissional conceituada em Belém. Eu chorava todo dia, ia atrás de um maquiador e cabeleireiro de confiança, pois é difícil”. 

Em 2021, Etienne Lima e Nayana Túlio registraram um Boletim de Ocorrência virtual.

Além delas, o DOL teve acesso a outras noivas e clientes que também pagaram pelos serviços da profissional Núbia Beckam e afirmam que não tiveram o serviço prestado e nem o dinheiro ressarcido. Elas, porém, ainda não haviam registrado Boletim de Ocorrência. 

INVESTIGAÇÃO

Procurada pelo DOL, a Polícia Civil informou, através de nota, que o caso está sendo investigado pela Delegacia do Consumidor (Decon). Diligências estão sendo feitas para apurar as circunstâncias do fato. As demais vítimas podem formalizar a denúncia através do Disque Denúncia 181 ou presencialmente na Decon.

OUTRO LADO

O DOL tentou contato com a maquiadora Núbia Beckmam pelo número que atendia as clientes, porém sem êxito. A equipe também enviou uma mensagem pelas redes sociais da profissional e não teve resposta. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS