Diário Online
Notícias / Notícias Pará
OPORTUNIDADE

Saiba como conseguir uma vaga de emprego no mercado

Neste 1º de maio, aprenda o passo a passo para garantir uma chance no mercado de trabalho com especialistas que detalham desde onde buscar uma chance até como se portar frente ao recrutador

domingo, 01/05/2022, 05:38 - Atualizado em 01/05/2022, 08:48 - Autor: Luiz Octávio Lucas/ Diário do Pará

Google News

Um guia completo para conseguir uma vaga de emprego
Um guia completo para conseguir uma vaga de emprego | Foto: Reprodução

Neste domingo em que se celebra o Dia do Trabalho, conseguir uma vaga de emprego ainda é um desafio para muitos que desejam uma primeira oportunidade, se recolocar no mercado ou mesmo mudar de área de atuação. Da busca por uma capacitação, como se comportar numa entrevista com o recrutador da empresa ou mesmo preparar o currículo ideal, são muitas as frentes que precisam ser trabalhadas pelo candidato.

O caminho das pedras para que, ao fim da jornada, se possa comemorar o 1º de maio efetivamente passa por estratégias esmiuçadas a seguir por dois especialistas no assunto: Regina Cleide Teixeira, consultora, administradora, contadora e Coordenadora Nacional da Escola de Negócios do Grupo Ser Educacional e da Unama Alcindo Cacela; e Tiago Fernandes, administrador de empresas com pós-graduação em Recursos Humanos e diretor geral do Grupo Auge Centro de Formação Profissional.

Regina Cleide pontua que o primeiro passo para conseguir uma vaga de emprego é que os jovens precisam compreender a importância de desenvolver suas ‘soft skills’ e ‘hard skills’. “As ‘soft skills’ são habilidades pessoais e intangíveis como colaboração, flexibilidade, resiliência, comunicação eficaz, orientação para resultados; trabalho em equipe, liderança de equipe etc., que um candidato à vaga deve possuir”, explica. “As ‘hard skills’ são as capacitações técnicas que um potencial candidato a uma vaga de emprego pode comprovar por meio de diplomas de cursos técnicos, graduação, bacharelado, licenciaturas e tecnológicos, pós-graduação lato sensu e/ou stricto sensu, certificados de qualificação, conhecimento prático em determinado processo, testes práticos, cursos livres, habilidades ligadas à tecnologia entre outros”.

 

Consultota Regina Cleide
Consultota Regina Cleide | Foto: Divulgação
 

Assim, a profissional indica que o futuro trabalhador deve “buscar primeiramente fazer uma autoanálise para identificar as suas fragilidades e potencialidades com relação as suas ‘soft skills’ e ‘hard skills’”, diz. “O segundo passo é fazer um planejamento de aprimoramento das competências baseadas em conhecimentos, habilidades e atitudes, desta forma, é possível pensar no terceiro passo que é investir na qualificação, ou seja, dependendo do seu nível de escolaridade você pode pensar nas suas ‘hard skills’ e buscar um bom nível de qualificação profissional (cursos técnicos, graduação pós-graduação, cursos livres, palestras etc.)”.

Buscar participar de projetos sociais como voluntário e/ou um trabalho freelance ou temporário também vale, destaca Regina. “É ter a oportunidade de aprimorar as competências e ganhar experiência profissional e vantagem competitiva no mercado de trabalho. Estes passos favorecem ao candidato a uma vaga de emprego ter um currículo que lhe viabiliza ter um potencial diferenciado no processo seletivo”.

Pará gera quase 60 mil postos de trabalho em 12 meses

Marinha abre vagas para tenente com salário de R$ 9 mil

Após trabalhar estes passos o candidato deve focar nas seguintes dicas, indica a professora: “autoconhecimento, cuidados com a aparência e vestimenta, fazer uma prévia pesquisa sobre a empresa detentora da vaga como preparação para a entrevista. Seja educado, controle a ansiedade, aproveite o serviço de orientação de carreira da sua escola ou faculdade e pratique a entrevista”, ensina.

INTERNET

Já Tiago Fernandes lembra que o mercado de trabalho “continua mudando e não vai parar de sofrer mudanças. Com isso, a Internet ganhou força na hora de conseguir seu emprego. Você pode encontrar centenas de páginas para encontrar trabalho que podem te ajudar a descobrir vagas de acordo com seu perfil profissional, localização e, inclusive, de acordo com os cargos que você gostaria de ocupar - Catho, Infojobs e Sine são algumas das opções”, sugere.

 

Tiago Fernandes - Administrador de empresas
Tiago Fernandes - Administrador de empresas | Foto: Divulgação
 

Segundo Fernandes, seja qual for a área em que você quer atuar, ter um bom nível de qualificação profissional é o primeiro passo na busca do emprego. “Portanto, leve sua educação a sério. O diploma de curso é quase obrigatório para trabalhar em muitas áreas”, ressalta. “Ir para uma entrevista de emprego e não falando a famosa frase ‘qualquer coisa serve’, já vai lhe ajudar muito. As empresas sabem que quem quer qualquer coisa faz de qualquer jeito, e quem faz de qualquer jeito entrega qualquer resultado. Tenha uma formação, seja especialista”, alerta.

FIQUE DE OLHO!

ONDE PROCURAR VAGAS?

 

| Foto: Reprodução
 

Diversos sites fazem a mediação entre a empresa e os candidatos à vaga de emprego. Estes podem ser classificados como sites de rede sociais como Instagram, LinkedIn, Facebook e outros que são considerados como bancos de cadastros de currículos. Podemos citar alguns como Catho, InfoJobs, Empregos.com.br, Sine, Vagas.com, Indeed.com.br, Trovit Brasil, CIEE, 99Jobs, Emprega Brasil, Trabalha Brasil, Rekruta.me, Grupo Cia de Talentos e Deficiente Online, que atuam com todos os tipos de vagas.

SITES ESPECIALIZADOS

Existem também sites especializados para áreas profissionais específicas como a Manager, específica para profissionais da área gerencial, o Jurídico Vagas, atua com vagas para a área do direito envolvendo desde acadêmicos, bacharéis em direito e advogados, a CVEngenharia é focada nas diversas áreas da engenharia, a Carreira Fashion é exclusiva para o segmento da moda. O site Nube é direcionado para o primeiro emprego, uma vez que, oferta vagas para estágio e aprendizagem. Já a plataforma Maturijobs é focada para a diversidade etária, pois atua no mercado de recrutamento e seleção de profissionais com mais de 50 anos e que buscam recolocação profissional ou que buscam mudar de área de atuação.

TRABALHO NO EXTERIOR

Algumas opções de sites de emprego internacionais são o Monster, Seek, Net Empregos, Glassdoor e o Indeed. Estes apresentam vagas para os principais países da Europa, América do Norte, Ásia, Oriente Médio, Austrália, Nova Zelândia, Portugal e muitos outros países. Para isso, é preciso ter o passaporte em dia e estar preparado para correr atrás do visto, caso seja chamado para assumir uma determinada vaga de emprego internacional.

MONTAGEM DO CURRÍCULO

Para um recrutador, este leva pouco tempo para saber se um currículo deve ser mantido ou descartado. Portanto, faça uma formatação e apresentação básica e objetiva do seu currículo. Este deve ser bem dividido, bem formatado e organizado, assim, a leitura se torna agradável. Escolha letras como Arial, Times New Roman, Calibri, tamanho 12 ou 14, e coloque o espaçamento entre linhas de 1,5, isso vai tornar seu currículo mais apresentável e não dificulta a leitura. Verifique a ortografia. Não utilize muitas cores ou imagens. Envie sempre o seu currículo no formato PDF, a não ser que a empresa solicite o envio em outros formatos. Evite inserir documentos como carta de recomendação, diplomas etc.

O QUE PRIORIZAR

Priorize as informações que devem estar logo de cara (nome, idade e contatos, telefone, celular, e-mail e as suas redes sociais profissionais no começo do currículo). Em seguida, informações como a graduação e possíveis cursos livres que farão a diferença no momento da seleção. Evite tecer elogios a si mesmo, pois os recrutadores avaliam a personalidade dos candidatos com base nas informações presentes no currículo. No seu currículo não invente habilidades ou experiências que você não tem. Use Palavras-chave é uma forma estratégica de se diferenciar dos demais candidatos e para valorizar suas qualificações.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Apresente a experiência profissional em ordem cronológica, sempre da mais recente para a mais antiga e com o tempo de permanência na empresa. Outro ponto importante é fazer uma breve descrição sobre a função/cargo exercida em cada. Evidencie a Formação acadêmica, pós-graduação, graduação, cursos técnicos, cursos extras, palestras, congressos, fóruns, atividades paralelas como trabalho voluntário.

O QUE COLOCAR NO CURRÍCULO

l Dados pessoais no cabeçalho.

l Objetivo profissional, deve ser indicado o cargo almejado e a área em que quer trabalhar.

l Resumo, seja objetivo e claro em um ou dois parágrafos para apresentar as suas experiências, principais empresas ou setores em que trabalhou, apresente a formação acadêmica, competências e habilidades extras.

l Experiência profissional, apresente de forma direta e objetiva o nome da empresa e uma breve descrição contendo segmento, porte, nacionalidade. Insira o Cargo e a data de início e término das principais atividades realizadas na empresa e, se possível, alguns destaques de práticas desenvolvidas na empresa e resultados.

l Formação acadêmica, insira os níveis educacionais (técnico, tecnólogo, bacharelado etc.), nome do curso e da instituição de ensino, não esqueça data de início e término.

l Cursos complementares, aqui apresente somente os cursos relacionados a vaga que esteja se candidatando, não esqueça de focar em seu objetivo profissional. Então insira, nome do curso e da instituição, carga horária total, data de início e término.

l Competências e habilidades, apresente nesta parte as suas ‘soft skills’ e ‘hard skills’ que não estão inseridas nos tópicos anteriores e que chamem a atenção do recrutador.

l Informações complementares, aqui é o lugar para as informações que não se encaixam em nenhum tópico anterior. O candidato deve ter o cuidado de incluir apenas competências, habilidade e atitudes relevantes para a vaga/cargo que esteja almejando.

O QUE NÃO COLOCAR NO CURRÍCULO

l Fotos, números de documentos pessoais RG, CPF, dados de carteira de trabalho etc.

l Descrever os hobbies pessoais, somente se a empresa solicitar.

l Indicar a pretensão salarial ou as referências, só faça se for solicitado.

l Idade ou data de nascimento (opcional).

l Não use e-mails “engraçadinhos”, apelidos ou perfis usados em games e aplicativos.

l Jamais coloque cargos desejados nos objetivos.

ENTREVISTA DE EMPREGO

Antes da entrevista faça o seu dever de casa, para isso, se organize, primeiramente foque na empresa e pesquise sobre os detalhes da vaga e faça uma pesquisa sobre a empresa com relação a sua missão, visão, objetivos empresariais, valores, seu segmento de atuação, produtos e serviços, concorrentes e não esqueça do perfil do cliente que se relaciona com a empresa. Em seguida pesquise sobre si mesmo, repasse suas experiências, habilidades e expectativas. Tenha na ponta da língua a resposta às perguntas mais comuns feitas em uma entrevista de emprego:

l Qual sua experiência profissional?

l Por que quer trabalhar nesta empresa?

l O que você sabe sobre nós como uma empresa?

l Por que você saiu do seu último emprego?

l Quais são seus pontos fortes?

l Quais são suas maiores fraquezas?

l Quais foram suas realizações até o momento?

l Qual a situação mais difícil que você enfrentou no trabalho?

l Onde você se vê daqui a cinco anos? Nesta pergunta é imprescindível que você insira a empresa que você está pleiteando a vaga de emprego no seu crescimento profissional.

l O que a sua experiência pode agregar à empresa?

COMO SE PORTAR NAS ENTREVISTAS?

l Demonstre confiança.

l Sentar-se de maneira ereta.

l Contato visual constante com o recrutador.

l Cuidado com gestos: é normal mexermos as mãos conforme falamos.

l Seja autêntico.

l Seja criativo, pense fora da caixa.

l Fale de si mesmo.

l Fale honestamente sobre seus defeitos.

l Fale das suas competências, habilidades e talentos.

l Fale por que você quer esta vaga.

l Não fale demais nem de menos.

l Cuidado com a linguagem corporal. O corpo fala!

l Cuidado com as reações.

l Evite gafes.

l Fale dos seus empregos anteriores de forma positiva.

l Fale dos seus objetivos e metas para o futuro.

l Espere o final para fazer perguntas.

l Seja elegante, no fim da entrevista, mantenha o contato visual com o recrutador, aperte as mãos do recrutador e agradeça a oportunidade de participar do processo de recrutamento.

CUIDADO COM AS REDES SOCIAIS

É preciso ter cuidado com o que se posta nas redes sociais, mesmo que sejam virtuais, falam muito para os recrutadores sobre os candidatos que estão participando de um processo de recrutamento.

l Nunca falar mal da empresa que trabalhou ou trabalha.

l Não falar mal de chefes ou de colegas de trabalho das empresas anteriores.

l Não postar fotos sensuais.

l Não postar assuntos sigilosos das empresas em que trabalhou ou trabalha.

l Não usar muito as redes sociais durante o expediente.

l Não curta seu próprio status.

l Não postar “Ainda bem que hoje é sexta-feira”.

l Nunca publicar fotos em que pareça embriagado.

l Limitar fotos com colegas de trabalho.

l Não convidar seu chefe sem ter intimidade.

l Evitar falar de assuntos polêmicos.

l Não paquerar colegas de trabalho.

l Mantenha sua identidade.

l Não cometer erros de português.

O QUE OS RECRUTADORES OBSERVAM

l Entusiasmo do candidato.

l Aparência profissional é focada na vestimenta adequada e o trato corporal e higiene.

l Boa comunicação.

l Relacionar-se bem com os outros - relacionamento interpessoal.

l Ter obtido êxito nas experiências profissionais anteriores.

l Capacidade de resolver problemas.

l Saber trabalhar com foco no objetivo, organizar a sua agenda e planejar as suas tarefas.

l Respeito pela diversidade.

l Saber trabalhar em equipe.

l Saber gerenciar equipes.

l Reputação das empresas em que o candidato atuou.

l Experiência técnica ou tecnológica na área da vaga de emprego.

l Formação acadêmica.

l Estabilidade empregatícia analisada pelo currículo.

O QUE ELIMINA O CANDIDATO

l Não cumprir com algo que foi acordado na divulgação da vaga.

l Mentir no currículo.

l Erros de português.

l Falta de objetividade.

l Não saber esperar o recrutador falar sobre remuneração. Seja paciente e aguarde!

l Falar mal das empresas, gestores e colaboradores de empregos anteriores.

l Falta de conhecimento sobre a empresa com relação ao segmento de atuação, portfólio de produtos/serviços, perfil de clientes etc.

l A indiferença e ausência de interesse pela oportunidade de ser recrutado para atuar na empresa que está participando do recrutamento.

l Não incluir a empresa em seus objetivos futuros no ato da entrevista.

l Testar ou julgar o recrutador durante a entrevista.

l Utilizar o processo seletivo apenas para se vender. Tenha cuidado com o superego!

O QUE CONQUISTA O RECRUTADOR

Conjunto de regras de comportamento imprescindíveis que devem ser cumpridos no momento da entrevista:

l Quem chega ao local deve cumprimentar os demais.

l Sorrir e ser amável é essencial em qualquer cumprimento.

l Respeite o espaço dos outros.

l Seja pontual.

l Evite conversas paralelas no decorrer da entrevista.

l Não converse ao celular e nem fique passando mensagens.

l Evite interromper uma conversa, reunião ou telefonema.

l Olhe as pessoas nos olhos enquanto falar.

l Não interrompa as pessoas enquanto elas estiverem falando, espere a sua vez. Diga “por favor” ao pedir algo e “obrigado” quando for atendido.

l Seja educado e cortês. Não diga coisas que possam magoar as pessoas ou ferir seus sentimentos. Também não use linguagem vulgar, principalmente em lugares públicos.

Fonte: Regina Cleide Teixeira, consultora, administradora, contadora e Coordenadora Nacional da Escola de Negócios do Grupo Ser Educacional e da Unama Alcindo Cacela.

ENTREVISTA É CHANCE DE OURO

Entrevista de emprego é uma oportunidade única para o recrutador te conhecer, entender se você atende aos requisitos do cargo e se, realmente, deseja construir uma relação de longo prazo com a empresa. Uma entrevista de 20 minutos pode definir completamente o seu futuro profissional, pois pode te permitir entrar na empresa que sempre desejou ou te manter na fila do desemprego por mais alguns meses. Para ser contratado não basta ter a formação acadêmica certa ou a experiência profissional exigida. É preciso apresentar, durante a entrevista, uma comunicação coerente, uma postura profissional e, é claro, comportamentos maduros.

NÃO SEJA VAGO

Muita atenção para não mostrar ser vago ou incoerente durante a entrevista, permitindo o recrutador pensar que você não domina sua própria história profissional ou está mentindo e, em ambas as hipóteses, a imagem do candidato não fica boa.

FAÇA O QUE GOSTA

Demonstre paixão por sua profissão, o famoso brilho nos olhos para seu recrutador irá encantá-lo e aumentará suas chances em ficar com a vaga. Demonstre também, de maneira palpável, suas experiências anteriores.

NÃO POLEMIZE NAS REDES

Jamais entre em temas polêmicos onde irá dividir opiniões, cuidados com postagens onde irão expor muito sua vida pessoal, já faça comentários de maneira preconceituosa com raça, cor ou credo religioso. Sempre divulgue os convívios com familiares e amigos demostrando que você é uma pessoa que gosta de socializar, jamais deixe de posta sua vida acadêmica, estudos e cursos que você está realizando.

Fonte: Tiago Fernandes - administrador de empresas com pós-graduação em Recursos Humanos e diretor geral do Grupo Auge Centro de Formação Profissional.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS