Diário Online
Notícias / Notícias Pará
TRÂNSITO

PRF-PA realiza a campanha Maio Amarelo

“Maio Amarelo” quer reduzir acidentes e mortes em rodovias paraenses

terça-feira, 03/05/2022, 08:47 - Atualizado em 03/05/2022, 08:46 - Autor: Carol Menezes / Diário do Pará

Google News

Primeiro trimestre de 2022 teve 35 mortes nas estradas do Pará
Primeiro trimestre de 2022 teve 35 mortes nas estradas do Pará | Ricardo Amanajás

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), somente no primeiro trimestre de 2022, foram registrados 198 acidentes nas rodovias federais do Pará, com 228 pessoas feridas e 35 mortas. Grande parte foi causada por falha humana. A fim de conscientizar a população de que a responsabilidade ao volante pode ser fator determinante para impedir esses tipos de situações, a PRF-PA realiza a campanha Maio Amarelo, este ano com o tema“Juntos salvamos vidas”.

A iniciativa quer chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e de pessoas feridas no trânsito em todo o mundo. A cor amarela, que sinaliza advertência no semáforo, foi escolhida justamente por simbolizar a atençãonecessária para a causa.

Com campanhas educativas em redes sociais e foco na educação para o trânsito durante fiscalizações nas BRs de todo o Pará, a PRF colocará em pauta o tema segurança viária. A mobilização busca fazer com que o cidadão entenda que a responsabilidade ao volante é fator determinante para o número de acidentes que ocorrem todos os dias nas rodovias federais do país.

PROJETO

Entre as atividades desenvolvidas, o “Cinema Rodoviário” é um projeto na área de educação para o trânsito da PRF, que atua com foco em diversos públicos e será utilizado na conscientização de condutores e passageiros sobre a combinação álcool e direção, ultrapassagens indevidas, uso de celular ao volante e diversas outras condutas que contribuem para o aumento dos números de acidentes nas estradas do país.

O Movimento Maio Amarelo foi criado em 11 de maio de 2011, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito, na qual os signatários se comprometeram a reduzir a violência no trânsito em 50% no período.

As ações foram prorrogadas por mais uma década pela ONU, fixando o período 2021-2030 como a segunda década para ações pela segurança no trânsito; e o Brasil, assim como os demais países, estipulou uma meta de redução de 50% das mortes em decorrência de acidentes de trânsito para o novo período.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS