Diário Online
Notícias / Notícias Pará
GREVE DOS RODOVIÁRIOS

Sem frota mínima, usuários seguem sem ônibus na Grande Belém

Até o momento, Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT8) não expediu decisão judicial sobre manutenção de frota mínima para atendimento da população durante a greve dos rodoviários nesta terça-feira (3).

terça-feira, 03/05/2022, 11:38 - Atualizado em 03/05/2022, 11:37 - Autor: Adams Mercês

Google News

Usuários ficam sem transporte coletivo nesta terça-feira (3)
Usuários ficam sem transporte coletivo nesta terça-feira (3) | Reprodução

Usuários do transporte público de Belém e região metropolitana seguem sem ônibus nas ruas. Após reunião entre sindicato dos rodoviários e patronal, não houve acordos sobre reajustes salariais e demissões em massa de cobradores e os trabalhadores decidiram pela greve, que iniciou às 00h desta terça-feira (3).

Mais de 1 milhão de pessoas ficam sem ônibus na Grande Belém

Greve de ônibus na RMB: vans cobram passagem de até 10 reais

Quem precisou de coletivos para se deslocar se deparou apenas com vans e ônibus do transporte alternativo, que inflacionaram os preços e chegam a cobrar até 10 reais de tarifa, sem direito à gratuidades ou meia-passagem.

Como em paralisações anteriores, é esperada uma decisão judicial pro parte do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região sobre a manutenção de uma frota mínima, o que, até o momento, ainda não ocorreu.

"Aguardamos por uma posição do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel) para a expedição da decisão judicial, como sempre ocorre em greves de rodoviários. Até agora não chegou nenhum pedido por parte dos empresários", afirma Edney Martins, assessor-chefe do TRT8.

Enquanto isso, nas ruas, é possível observar apenas coletivos da frota regular de linhas dos municípios de Santa Bárbara e Benevides, pois não fazem parte do sindicatos que aderiram à greve, e pouquíssimos ônibus de empresas que atendem bairros de Belém, como a São Luiz, do bairro da Terra Firme, que, recentemente, passou 19 dias parada por protestos de trabalhadores.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS