Diário Online
Notícias / Notícias Pará
GESTÃO

Governo do Pará sanciona plano de cargos e carreiras 

Governador Helder Barbalho sancionou Lei que representa a modernização da estrutura de pessoal e beneficiará mais de 1.200 servidores do Estado

sábado, 07/05/2022, 08:57 - Atualizado em 07/05/2022, 08:56 - Autor: Diário do Pará

Google News

Seplad (foto), Sefa e PGE são os órgãos públicos beneficiados com a medida sancionada
Seplad (foto), Sefa e PGE são os órgãos públicos beneficiados com a medida sancionada | Foto: Ricardo Amanajás/Arquivo

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), sancionou o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da Seplad, Secretaria da Fazenda (Sefa) e Procuradoria Geral do Estado (PGE) . A publicação foi feita no Diário Oficial do Estado (DOE) Nº 34.957 do último dia 4 de maio de 2022.

A medida irá alcançar 1.217 servidores, sendo 116 da PGE, 616 da Sefa e 485 servidores da Seplad. A execução do PCCR representa a modernização da estrutura de pessoal. “Estamos felizes com a sanção do PCCR dos servidores da Seplad , pois vínhamos dialogando com a categoria, visando sempre mais melhorias e consequentemente avanços na prestação de serviços à população, pois priorizamos a valorização do servidor público que executa as suas atividades com dedicação e presteza em prol da população”, ressaltou o titular da Seplad, Ivaldo Ledo.

SONHO

“O PCCR é um sonho realizado para nós servidores, pois com ele vem a possibilidade da aposentadoria melhor, visto que durante ao longo dos anos o salário ficou defasado, impossibilitando com isso uma aposentadoria digna, e agora, começamos a vislumbrar melhores possibilidades”, Paula Campello, servidora pública há 26 anos.

Saque aniversário do FGTS pode virar garantia de empréstimo

“A atualização do PCCR da PGE é uma medida do Governo do Estado de valorização da força de trabalho, da atividade meio da Seplad, PGE e Sefa, o que reconhece também a importância do trabalho dos colaboradores para o governo”, ressaltou Ricardo Sefer, procurador-geral do Estado.

O secretário da Fazenda, René Sousa Júnior, lembra que a definição do PCCR para os servidores administrativos e do Tesouro era uma meta desde o início do Governo a fim de atender à reivindicação de 20 anos, feita pelos servidores.

“A lei complementar organiza as atividades auxiliares da administração tributária e do Tesouro, com carreira de nível superior e nível médio. Com isso, a Fazenda terá carreiras próprias para que os servidores possam exercer sua função em plenitude, com pessoas capacitadas e concursadas. O Pará é o quarto estado do país a ter carreira voltada exclusivamente para administração financeira, com contador, economista, dedicadas exclusivamente à administração financeira”, disse o titular da Sefa.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS