Diário Online
Notícias / Notícias Pará
QUENTURA

Clima de verão: temperatura em Belém chega aos 33 graus

Os belenenses deverão se preparar para enfrentar as altas temperaturas na capital. De acordo com o Inmet, a expectativa é de que o termômetro alcance a casa dos 33°C nas próximas semanas e se estenda até julho

quinta-feira, 19/05/2022, 07:59 - Atualizado em 19/05/2022, 07:58 - Autor: Wesley Costa

Google News

O calor, que já é forte, vai aumentar ainda mais. Sombrinhas e garrafas de água devem acompanhar a população na saída de casa
O calor, que já é forte, vai aumentar ainda mais. Sombrinhas e garrafas de água devem acompanhar a população na saída de casa | Celso Rodrigues / Diário do Pará

Em Belém, o calor tem se intensificado nos últimos dias, provocando grande desconforto térmico na população. Pelas ruas, como de costume, qualquer pedacinho de sombra vira abrigo. As sombrinhas e garrafinhas de água passaram a ser itens indispensáveis para quem precisa sair de casa. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os belenenses ainda vão sentir bastante calor, pois as altas temperaturas deverão continuar durante as próximas semanas.

O diretor do Inmet no Pará, José Raimundo Abreu, afirma que o calor tem mesmo se intensificado na cidade. Nos próximos dias, as temperaturas devem alcançar a máxima de 33ºC. “Já estamos de fato chegando no período em que as chuvas amenizam e começa o aumento gradativo do calor. Então, a população já pode começar a se preparar porque essa sensação vai continuar na região com a chegada dos meses de junho e julho”, argumenta.

Cidades afetadas pela mineração no Pará discutem consórcio

Governo entrega a 5ª Usina da Paz, em Parauapebas
Ao longo da semana, com os horários de pico das temperaturas que ocorrem por volta das 12h ou 13h, a sensação térmica deve alcançar os 37°C dependendo da cobertura de nuvens e do fluxo de ventos oriundos do mar, afirma José Raimundo. Ainda segundo o diretor, da média de 323,6 milímetros de chuva esperados para o mês de maio, 237 milímetros já haviam sido registrados atéa última terça-feira (17).

DIFICULDADES

O Analista Daniel Santos, 25, conta que devido às altas temperaturas as noites têm sido difíceis em casa. “Como sou uma pessoa muito calorenta, precisei comprar outro ventilador para tentar amenizar essa sessão térmica que está grande. O clima mais seco e quente também agrava o meu problema de respiração e já precisei buscar atendimento médico para conseguir respirar”, conta.

O vendedor de água, João Oliveira, 56, tem aproveitado a onda de calor para faturar. “Nessas últimas semanas a venda tem melhorado bastante. Os motoristas param aqui no sinal já reclamando da quentura e claro, já aproveito o momento para fazer a venda. No final da manhã é quando a gente consegue vender mais garrafinhas, já que de tarde sempre tem uma chuvinha que ameniza, mas logo volta a ficar quente de novo”, diz.

As altas temperaturas que vêm sendo registradas recentemente também causam bastante incômodo nos animais. “Em casa, tenho dois cachorros e um deles tem problema de pele. Então, essa quentura sempre causa uma irritação maior. Para amenizar, eles acabam tendo que dormir no meu quarto onde uso ar condicionado. O problema é a conta de energia que, possivelmente, vai encarecer também”, explica o diretor de arte, Raffael Regis, 39.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS