A acalasia é uma doença rara que afeta o esôfago. Resulta principalmente em dificuldade para engolir, passando o alimento da boca para o esôfago, fenômeno chamado disfagia. Embora seja mais frequente na faixa etária de 30 a 40 anos, pode se desenvolver em qualquer fase da vida e afetar qualquer pessoa. Disfunções nas contrações do esôfago e na abertura do esfíncter esofágico são as principais características desta patologia.

Depois de ter sido diagnosticada com essa doença, uma jovem paraense pede ajuda financeira para cobrir os custos de uma operação, que pode custar até R$ 13 mil.

LEIA TAMBÉM:

Retina pode sinalizar autismo e déficit de atenção

Estado garante obras do Hospital Regional de Cametá

Joyce Catarina Miranda da Silva, de 22 anos, precisa de uma cardiomiotomia, procedimento também denominado miotomia cirúrgica de Heller, que consiste em operar o paciente por videolaparoscopia, com o objetivo de seccionar o esfíncter esofágico inferior, reduzindo assim a pressão no local. Trata-se do método mais utilizado, apresentando resultados satisfatórios a longo prazo e com baixo risco para os pacientes.

Em uma publicação no Instagram, Joyce Catarina explica que vinha fazendo seu tratamento no Hospital Universitário João de Barros Barreto há cerca de um mês. Ela chegou a realizar os exames preparatórios para a operação, mas recentemente foi comunicada que o hopistal está sem o equipamento necessário para a intervenção.

Sem ter recursos para pagar a cirurgia de que necessita, ela resolveu recorrer à solidariedade da comunidade, por meio de uma campanha nas redes sociais.

"Oi gente, venho aqui pedir a ajuda de vocês. Há pouco tempo descobri que estou com uma doença rara chamada acalasia, ela afeta meu esôfago e não permite que me alimente ou beba água a não ser pela sonda. Estava fazendo acompanhamento para a cirurgia no hospital universitário João de Barros Barreto, depois de quase um mês a espera da chamada para a cirurgia eles avisaram que estão sem um equipamento necessário. ", diz Joyce Catarina, na postagem publicada em seu perfil do Instagram.

"Estou muito debilitada e tem essa opção pelo particular mas custa R$ 13 mil reais, e infelizmente não tenho esse valor, então estou procurando ajuda. Desde já agradeço muito se puder me ajudar ou divulgar", completa  a jovem.

Serviço

Para colaborar, qualquer pessoa pode fazê-lo através da conta 94139493-5, agência 0001, do Nubank, em nome de Joyce Catarina Miranda da Silva. Você também pode fazer um Pix para a chave 919856-71052 (celular).

| (Foto: Reprodução do Instagram)

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS