Diário Online
Notícias / Notícias Pará
IMAGENS FORTES

Vídeo: PC investiga brutal espancamento de mulher no Tapanã

Segundo informações preliminares, a agressão teria ocorrido nesta quarta-feira (20) e os autores seriam integrantes de uma facção criminosa.

quarta-feira, 20/07/2022, 14:24 - Atualizado em 20/07/2022, 18:23 - Autor: DOL, com informações RBATV

Google News

Imagem ilustrativa da notícia: Vídeo: PC investiga brutal espancamento de mulher no Tapanã
| DOL

A Polícia Civil do Pará, por meio da Unidade Integrada Propaz, no bairro do Tapanã, está investigando as circunstâncias de um espancamento gravado em vídeo e compartilhado nas redes sociais em que uma mulher é vista sendo brutalmente agredida por um grupo de homens. 

Nas imagens, pode-se ver a jovem sendo conduzida por seus agressores a um local conhecido como Lixão do Tapanã. Em seguida, ela começa a ser golpeada impiedosamente com pedaços de madeira. 

VEJA TAMBÉM:

Vídeo: mulher denuncia guarda municipal por agressão


A agressão é brutal e covarde, já que a vítima sequer tem a chance de se defender, por estar com as mãos atadas. Ela perde a consciência rapidamente, mas os agressores não interrompem o massacre. Ao menos cinco homens aparecem nas imagens, enquanto um sexto filma tudo com a câmera de um aparelho celular.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima sobreviveu ao espancamento e se encontra hospitalizada na UPA de Icoaraci. Por esse motivo, o caso está sendo investigado como tentativa de homicídio.

Segundo o delegado Bruno Fernandes Lima, responsável por conduzir a investigação, a suspeita é de que o incidente ocorreu nesta quarta-feira (20), e que integrantes da facção criminosa Comando Vermelho estejam envolvidos.

Sobre a motivação do crime, a principal linha de investigação aponta para um "acerto de contas" relacionado ao tráfico de drogas.

"Ela (a vítima) seria usuária de drogas. Então, a princípio, seria uma agressão relacionada a condutas que ela estaria realizando ali na área. Ela diz que não teria feito nada de errado e tudo mais, mas estamos apurando", declarou o delegado, em entrevista à RBATV. "Mas esse não é o principal fato, mas sim a tentativa de homicídio. A gente não pode deixar que o crime tome conta da sociedade e aja como se fosse a Justiça", ressaltou.

VEJA O VÍDEO:

  


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS