plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 25°
cotação atual R$


home
MEIO AMBIENTE

COP 30: mudanças para Belém e soluções para todo o planeta

Embaixador brasileiro fala da importância do evento para a Amazônia e elogia o esforço do Governador do Pará para transformar a capital

Imagem ilustrativa da notícia COP 30: mudanças para Belém e soluções para todo o planeta camera André Corrêa falou do desafio para receber uma COP e do empenho para o sucesso da edição em Belém | FOTO: WAGNER SANTANA

Na tarde de ontem (16), em coletiva à imprensa realizada no Parque do Utinga, em Belém, o embaixador André Corrêa Lago, que dirige a secretaria de Clima, Meio Ambiente e Energia, do Ministério das Relações Exteriores, tratou sobre a agenda do presidente Lula no Pará, neste sábado (17), e falou mais sobre a importância da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-30), em 2025, que será sediada na capital.

Durante a coletiva, Lago destacou que a Organização das Nações Unidas (ONU) iniciou o debate sobre o homem e o meio ambiente ainda na década de 70, e a primeira grande conferência sobre o tema ocorreu em Estocolmo, capital da Suécia, em 1972. De lá até os tempos atuais, o “debate sobre as mudanças climáticas foram tomando formas relevantes, com avanços nas conferências”, afirma o embaixador. Ainda segundo ele, o assunto é recente nas relações internacionais e o Brasil é muito importante nestas convenções.

“Se a Amazônia tornou-se uma preocupação para o mundo, ela deve ser uma preocupação para nós brasileiros. Então a COP-30, é uma COP que vai ser extremamente importante porque os países são postos a apresentar em Belém, ambições maiores de combate à mudança no clima”, pontua.

O embaixador ressalta ainda que, em média, a maior conferência sobre clima no mundo, em Belém, deve receber um público de aproximadamente 50 mil pessoas, o que demanda capacidade especial de infraestrutura, hoteleira, entre outros pontos. Dessa forma, Lago destaca que, para todas as cidades que já sediaram o evento, a preparação para recebê-lo foi um grande desafio. No entanto, a conferência é uma oportunidade para trazer benefícios duradouros à população local. “O governador está muito consciente disso, está ativo em Brasília, para que Belém, após a COP-30, seja uma cidade ainda melhor para os seus moradores. Eu, por exemplo, estou aqui neste lugar maravilhoso e sei que Belém pode fazer coisas extraordinárias, então tenho certeza que vai inspirar muitas outras coisas. Importante dizer que os trabalhos de preparação da cidade para a conferência entre o governo estadual e federal estão bastante coordenados e, claro, há uma urgência certa e a Casa Civil está conduzindo no governo central esses pontos, desde o Ministério das Cidades, do Meio Ambiente, e outros ministérios que terão uma imensa participação”, destaca.

Cúpula

O secretário aproveitou para lembrar que em agosto, a capital também vai sediar a cúpula da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), formada por oito países amazônicos, que coloca a cidade como protagonista no debate socioambiental.

“O mundo está olhando para a Amazônia, o Brasil está olhando para a Amazônia, então nós acreditamos que quanto mais se souber sobre a região e aprender sobre a Amazônia, mais soluções e decisões serão tomadas pelo país, sendo as melhores possíveis”, disse.

LEIA TAMBÉM: Fórum dos governadores da Amazônia lança Carta de Cuiabá

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Notícias Pará

Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

Últimas Notícias