plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 28°
cotação atual R$


home
RECURSO VERDE

Evitar desmatamento garantirá recursos do Fundo Amazônia

O clima, Fundo Amazônia e as transformações sociais a partir deles serão temas da COP 30,a COP da Amazônia, que acontecerá em Belém do Pará em 2025 O clima, Fundo Amazônia e as transformações sociais a partir deles serão temas da COP 30,a COP da Amazônia, que acontecerá em Belém do Pará em 2025.

Imagem ilustrativa da notícia Evitar desmatamento garantirá recursos do Fundo Amazônia camera O clima, Fundo Amazônia e as transformações sociais a partir deles serão temas da COP 30,a COP da Amazônia, que acontecerá em Belém do Pará em 2025. | AGÊNCIA PARÁ

O embaixador da Noruega no Brasil, Odd Magne Ruud, disse, em entrevista à reportagem, que vê com otimismo a retomada da agenda ambiental e que, no Fundo Amazônia, novos recursos são condicionados à redução do desmatamento. "Até o momento, o que vimos foi positivo", disse o embaixador em referência aos dados mais recentes. Em abril, o desmatamento da floresta amazônica caiu 68% em relação ao ano anterior, segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). O clima, Fundo Amazônia e as transformações sociais a partir deles serão temas da COP 30,a COP da Amazônia, que acontecerá em Belém do Pará em 2025.

LEIA MAIS SOBRE COP 30 E MEIO AMBIENTE

Operação Curupira realiza mais de 300 ações no Pará

Estudo aponta que Brasil pode ser potência de baixo carbono

Mercado de carbono: como funciona e qual a importância

No governo Jair Bolsonaro, o fundo ficou suspenso após violação de contrato pelo governo à época. Ao longo de seus quatro anos de mandato, o desmatamento avançou 60%. Sob Lula, as políticas de proteção ambiental e de redução do desmatamento foram retomadas. "Ficamos muito felizes com a reativação do fundo, que hoje conta com cerca de R$ 4 bilhões", disse Ruud. "Não é uma quantia pequena, mas estamos esperando os novos números do desmatamento [que balizam novos investimentos]."

O embaixador e o ministro de Clima e Meio Ambiente da Noruega, Espen Barth Eide, visitaram o Ibama, junto com a ministra do meio Ambiente, Marina Silva, em março. Ele se disse satisfeito em perceber como o assunto voltou à agenda do governo brasileiro. "As imagens do satélite sempre mostram de ano a ano. Existem mês a mês [feitas pelo Deter], mas teremos uma radiografia completa agora em agosto e saberemos como foi [o desmatamento em relação ao ano passado]."

RECURSOS

O diplomata disse que EUA, Reino Unido e a União Europeia já anunciaram mais recursos ao fundo no governo Lula e que, a partir de agora, é preciso aguardar os trâmites da apresentação de projetos para que os recursos sejam utilizados. "O fundo não é da Noruega, como muitos pensam. Somos o maior doador e somente observadores. Quem cuida das diretrizes é o Cofa, comitê brasileiro formado por dez do governo federal, incluindo o BNDES, nove governos estaduais, e seis representantes da sociedade civil."

A definição de novos aportes depende da redução de emissão de gases estufa decorrentes da desaceleração do desmatamento. Em média, esse cálculo é feito a cada quatro anos. Mas nada impede que haja doações ao fundo antes disso caso os dados oficiais comprovem a redução do desmatamento. Ruud disse que, no Brasil, defende uma pauta de negócios de transição energética e de descarbonização da economia por meio de empresas norueguesas.

Ele considera que o Brasil é um dos principais mercados para o que chama de "exportações verdes" e pretende estimular esse mercado para que, até 2030, as exportações de seu país cresçam em 50% alinhadas com essa política.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Notícias Pará

Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

Últimas Notícias