plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 36°
cotação atual R$


home
FÉRIAS 2024

Trânsito impacta na cidade mesmo quando está tranquilo

Com o período das férias escolares, dirigir por Belém fica bem mais fácil. Porém, esse baixo movimento pesa na renda de muita gente

twitter Google News
Imagem ilustrativa da notícia Trânsito impacta na cidade mesmo quando está tranquilo camera Dias úteis em Belém agora estão assim, com trânsito fluindo bem. Trabalhadores ambulantes, porém, aguardam a volta do “caos” para garantir o sustento F | (Mauro Ângelo)

Em pleno dia útil, o centro de Belém exibe um cenário atípico para quem está acostumado com o trânsito intenso e as constantes filas de veículos. O período de férias escolares tem transformado a dinâmica do tráfego, proporcionando um raro momento de tranquilidade nas ruas que geralmente são sinônimo de congestionamento. A calmaria traz alívio para alguns, mas também desafios para outros, especialmente os trabalhadores informais que dependem do fluxo constante de pessoas.

Ao percorrer a avenida Nazaré, próximo a um colégio situado entre a travessa Quintino Bocaiúva e avenida Generalíssimo Deodoro, onde normalmente o trânsito é engarrafado, observou-se um movimento bem mais tranquilo. Próximo, na avenida Generalíssimo Deodoro, entre as avenidas Nazaré e Governador José Malcher, a redução no fluxo de veículos é perceptível.

Raimundo Nonato, de 47 anos, é vendedor ambulante há 33 anos. Ele compartilha que há uma queda drástica nas vendas durante o período de férias escolares, e explica que o movimento intenso nos dias de aula, apesar de caótico, é essencial para seu sustento. “Antes das férias, das oito da manhã até duas da tarde é normalmente caótico o trânsito e, consequentemente, o movimento de pessoas dos ônibus e carros comprando”, diz. Sobre o reflexo nas vendas, conta que antes vendia duzentos salgados e agora são cinquenta.

Conteúdos relacionados:

João Carlos Duarte, 44, também ambulante, nota uma diminuição significativa no fluxo de carros e pessoas próximo a um colégio situado na av. Magalhães Barata, em São Brás, e, por conseguinte, nas suas vendas. “A realidade é que a gente tem que se resguardar, passar todo o ano guardando dinheiro pra poder suprir nesse período em que quase não há vendas”, pontua.

Já na av. José Bonifácio com a av. Gentil Bittencourt, também em São Brás, por outro lado, para Ivo Moacir Rodrigues, 62, motorista de caminhão, o período de férias escolares representa um impacto positivo no seu dia a dia. “Tenho observado que o trânsito diminuiu bastante, está fluindo, não tem tanto engarrafamento como na época das aulas”, comenta. Ivo, que sai de casa às 5h30 e retorna às 18h, encontra agora uma cidade mais fácil de se locomover. “Está uma beleza. A gente não se estressa tanto com o trânsito”, complementa.

Quer ler mais notícias do Pará? Acesse nosso canal no Whatsapp

A situação traz à tona a discussão sobre a mobilidade urbana em Belém e as possíveis soluções para melhorar o trânsito fora do período de férias escolares. Novos transportes públicos e ciclovias poderiam ajudar a reduzir o número de carros nas ruas. “É preciso facilitar a retirada de ônibus que, por exemplo, já não têm mais condição de rodar. Isso diminuiria o trânsito”, opina Ivo.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Notícias Pará

    Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

    Últimas Notícias