plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
NOTÍCIAS PARÁ

Após 15ª morte, polícias protestam contra assassinatos de agentes de segurança no Pará

Centenas de familiares e amigos de policiais civis e militares se reuniram na Praça do Relógio, no centro de Belém, na manhã desta terça-feira (27) para protestar contra a falta de segurança e condições de trabalho dos agentes de segurança pública. Com f

twitter Google News

Centenas de familiares e amigos de policiais civis e militares se reuniram na Praça do Relógio, no centro de Belém, na manhã desta terça-feira (27) para protestar contra a falta de segurança e condições de trabalho dos agentes de segurança pública.

Com faixas e cartazes nas mãos e carregando caixões, os manifestantes percorrem as ruas da capital paraense pedindo justiça e gazendo duras críticas ao governo Jatene.

"Ninguém aguenta mais tantas mortes. Essa é a nossa realidade. Nosso povo não aguenta mais tanta violência e descaso. Eu prometi que a cada morte de policial, um caixão seria colocado na frente da Assembléia Legislativa e outro no Ministério Público, para que esses dois órgão acordem e cobre do Governo do Estado uma resposta sobre as mortes de agentes de segurança pública", desabafou o o vereador e sargento da Polícia Militar, Silvano Oliveira.

Deputado manda recado a Jatene: ‘O senhor está matando os nossos policiais’

Em entrevista à RBATV, o deputado soldado Tercio (Pros) fez duras críticas ao governo Jatene.

“Amanhã, se morrer um vagabundo vão dizer que foi chacina. Essa é a grande verdade sobre o Pará. Então governador, acorde, saia: o senhor não serve mais. O senhor está matando os nossos policiais”, desabafa o soldado.

15 POLICIAIS ASSASSINADOS EM 2018

Somente em 2018, 15 policiais foram assassinados no Pará. O crime mais recente foi contra o cabo José Antônio Pinheiro, de 64 anos, esfaqueado no último sábado (24), quando estava sentado em frente de casa, no Bairro Liberdade, Núcleo Cidade Nova. Ele era da reserva remunerada da Polícia Militar.

O acusado do crime foi identificado como Edir Nonato da Silva, que morava na casa da vítima. Ele teria deficiência mental.

(DOL)

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Notícias Pará

    Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

    Últimas Notícias