Diário Online
Notícias / Notícias Pará
Notícias Pará

Com fechamento do hospital do Guamá, pacientes são atendidos no corredor do PSM da 14

segunda-feira, 16/07/2018, 15:36 - Atualizado em 16/07/2018, 18:33 - Autor:

Google News

Com o fechamento do Hospital de Pronto Socorro Municipal Humberto Maradei Pereira, no bairro do Guamá, no início de julho, a população que precisa de atendimento médico está tendo dificuldade, já que estão sendo encaminhadas para Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e/ou para o Hospital de Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, na Travessa 14 de Março, no bairro do Umarizal. Com isso, os locais de atendimento estão ficando super lotados, e os pacientes precisam ser atendidos nos corredores das unidades.



De acordo com denúncia de um funcionário que trabalha no PSM da 14 de março, que prefere não se identificar, a situação está precária no local. “Os paciente do PSM do Guamá estão na sendo encaminhados para as UPAS e os mais graves para o PSM da 14. Só que para piorar a situação aqui, o primeiro atendimento que é realizado na sala azul, como é chamada, está acontecendo no corredor do hospital, pois a sala está fechada para a reforma”, conta o funcionário.


Ele diz não concordar com o fechamento dessa nesse momento, já que a procura por atendimento no hospital aumentou devido ao fechamento do PSM do Guamá. “Essa reforma não deveria estar acontecendo agora. Os profissionais estão fazendo os procedimentos no corredor e isso põe em risco o paciente e a gente (funcionários)”, afirma.


A previsão é de que a obra do PSM do Guamá seja concluída dentro do prazo de dez meses, ou seja, em maio de 2019.


A Prefeitura de Belém, através da Secretaria Municipal de Saúde, informou que houve um aumento da procura pelo HPSM Mário Pinotti de pacientes de classificação azul e verde, que são de baixo risco e que podem ter seus casos conduzidos na UPAs e nas unidades municipais de saúde com urgência e emergência. Esses pacientes são orientados a procurar outros serviços, mas preferem permanecer no hospital. De acordo com a classificação de risco, é priorizado o atendimento de pacientes vermelhos, laranjas e amarelo, que possuem risco de morte.

A Sesma esclarece ainda que a Sala Azul está fechada para um serviço de ampliação do espaço, que já estava previsto e tem previsão de conclusão até o final do mês. Nenhum paciente é atendido no corredor. Todos  estão sendo encaminhados para atendimento em duas salas de observação que estão sendo usadas neste período de obra.


(DOL)

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS