Notícias / Polícia
TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Vídeo: homem tenta matar a companheira no interior do Pará

Em 2020, mais de 105 mil casos de violência contra a mulher foram registrados. Crime da violência doméstica persiste e se agravou durante a pandemia

segunda-feira, 02/08/2021, 20:11 - Atualizado em 02/08/2021, 21:10 - Autor: Com informações do portal Folha 390


Allan Diogo é companheiro da vítima e está foragido.
Allan Diogo é companheiro da vítima e está foragido. | Reprodução

Os canais Disque 100 e Ligue 180 registraram 105.671 denúncias de violência contra a mulher em 2020 no Brasil. O número representa um caso a cada cinco minutos. O dado foi divulgado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos em março deste ano. 

O mês com mais denúncias foi maio de 2020, no começo da pandemia, quando muitas pessoas começaram a passar mais tempo em casa por causa do home office. A violência contra a mulher é um problema sério no Brasil. Muitas vítimas não denunciam o agressor e passam anos sendo agredidas, seja física. moral ou verbalmente.

Mais um caso de violência contra a mulher aconteceu no Pará. Dessa vez, no município de Capanema, no nordeste paraense.

Menino é torturado por madrasta e morto pela mãe

Imagens que circulam nas redes sociais mostram uma jovem completamente ensanguentada após ter sido agredida pelo companheiro. A vítima ficou com um grave corte na cabeça. 

O vídeo com o fato absurdo circula na internet e causa revolta. As cenas são fortes. 

ASSISTA!

  

Uma mulher, que se identifica como parente da vítima, publicou nas redes sociais sobre o caso.

"Gente esse é meu compadre safado. Ontem ele espancou sua esposa. Tô muito indignada, gente. A polícia ainda não achou ele. Ela tá muito mal na UPA e teve um corte profundo na cabeça. Denunciem ele! Justiça seja feita! Nós, mulheres, não nascemos pra ser torturadas. Me ajudem!", disse.

Segundo informações do portal Folha 390, o autor do crime é o companheiro da jovem, identificado como Allan Diogo, que está foragido. A vítima foi encaminhada para atendimento médico com um corte profundo na cabeça. O estado de saúde não foi informado.

Protesto - Moradores de Capanema ficaram revoltados com a situação e pedem justiça. Eles realizam uma carreata na noite desta segunda-feira (02). 

O DOL entrou em contato com a Polícia Civil do Pará que através de nota informou que "um inquérito foi instaurado para investigar o crime, que é tratado como tentativa de feminicídio. O autor das agressões já foi identificado e está foragido. Diligências estão sendo realizadas para prender o autor do fato. O crime está sendo apurado conforme a lei Maria da Penha. Qualquer informação que possa levar ao homem pode ser repassada para o Disque-Denúncia, 181. A ligação é gratuita e o sigilo é garantido".

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS