Diário Online
Notícias / Polícia
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Ex-companheiro agride mulher durante 2 horas em Ananindeua

A vítima disse que o homem invadiu seu apartamento e tentou matá-la.

quinta-feira, 02/09/2021, 16:07 - Atualizado em 02/09/2021, 16:19 - Autor: Diário Online


A vítima relatou que o ex-companheito a cortou com uma faca.
A vítima relatou que o ex-companheito a cortou com uma faca. | Reprodução

O caso de feminicídio da modelo paraense Geordana Natally Sales Farias, de 20 anos, morta a facadas pelo ex-namorado repercutiu e deu visibilidade para a triste realidade que muitas mulheres ainda vivem. O assassinato foi cometido no conjunto Cidade Nova 6, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. O autor do crime Lúcio Magno Quadros foi preso logo após o crime. 

Amigos e familiares fazem cortejo fúnebre da modelo Geordana 

Agora, outro caso de agressão contra a mulher foi denunciado: a corretora de imóveis Amanda Nascimento usou as redes sociais, no final da noite de quarta-feira (02), para denunciar o ex-companheiro. Ela afirmou que foi vítima de violência doméstica, no último domingo (29), após ele invadir seu apartamento durante a madrugada. A vítima identificou o autor do crime como Rafael Dias. 

Em entrevista ao DOL, ela contou que registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher, em Ananindeua, e que, na tarde desta quinta-feira (02), conseguiu uma medida protetiva. 

Ela também contou que há alguns anos o relacionamento já era abusivo. “Nós tínhamos quatro anos juntos. Com um ano e meio ele já começou (ser agressivo), mas tudo começa de forma pequena, seja quebrando um celular, um ventilador, mas não hora a gente não percebe a gravidade. Depois foi piorando. Ele já tinha me agredido com tapa, empurrão, mas da maneira que foi agora, nunca tinha acontecido”, contou. 

Amanda Nascimento e Rafael Dias são pais de uma menina de apenas dois anos. A vítima também tem um filho de sete anos. Ambas as crianças estavam no apartamento no momento das agressões, porém, estavam dormindo. 

Ela completou dizendo como a vítima se sente. “Com tudo que acontece, a gente ainda se sente culpada. Ele sabia que eu não queira mais voltar, então ele quis me matar. Eu cansei de me calar. Eu me calei tanto que chegou ao ponto de quase morrer”, lamenta.

Nas redes sociais, a vítima relatou que Rafael Dias arrombou a porta e invadiu o apartamento, e agrediu-a durante duas horas, com tapas, socos, chutes, puxões de cabelo, além de cortar a perna dele com uma faca e tentar cortar seu cabelo. 

POSICIONAMENTO

Por meio de nota, a Polícia Civil do Pará informou que "todas as medidas condizentes à PC-PA foram efetuadas e tramitadas à justiça, o que inclui a solicitação de medida protetiva para a vítima".

O DOL tenta contato com a defesa de Rafael Dias. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS