Diário Online
Notícias / Polícia
CASTANHAL

Servidor do CPC Renato Chaves é morto com tiro na cabeça

O autor dos disparos fugiu, mas já foi identificado pela Polícia Militar.

sexta-feira, 26/11/2021, 09:44 - Atualizado em 26/11/2021, 09:44 - Autor: Wesley Rabelo


Alexandre da Silva Reis era servidor do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Castanhal.
Alexandre da Silva Reis era servidor do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Castanhal. | Reprodução

A vítima estava bebendo em um bar, quando foi surpreendida pelo criminoso. O funcionário público foi atingido com um tiro na cabeça. Além dele, uma outra pessoa também foi baleada. 

Alexandre da Silva Reis, servidor do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Castanhal, no nordeste paraense, foi executado a tiros na madrugada desta sexta-feira (26), no bairro do Apeú.

Segundo a Polícia Militar, Alexandre foi morto durante uma briga, que deixou uma outra pessoa baleada no pescoço. O autor dos disparos fugiu após o ataque, mas já foi identificado pela polícia.

Ainda de acordo com a PM, era por volta das 2h30 quando houve o acionamento de um baleamento na área. Ao chegar no local, os militares encontraram  o corpo de Alexandre caído em via pública, com uma perfuração na cabeça.

LEIA TAMBÉM:

Vídeo: flanelinha tem celular roubado na Pedreira

Vídeo: dupla rouba clientes em rede de fast food em Belém

Testemunhas relataram que o servidor público estava bebendo junto com o suspeito, que teria levantado da cadeira e efetuado dois disparos. Um deles atingiu a cabeça de Alexandre, que morreu na hora. O outro tiro atingiu o pescoço de um homem, identificado como Carlos Rodrigues.

De acordo com os militares, Carlos está consciente e fora de perigo. Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Castanhal.

O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) e a Divisão de Homicídios da Polícia Civil foram acionados e, após análise da cena do crime, o corpo foi removido.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS