Diário Online
Notícias / Polícia
HORROR

Homem matava cães e vendia a carne como se fosse de bode

A casa do acusado estava repleta de carcaças de cachorros, fezes e outros animais em estado deplorável, a maioria doente. Ele confessou que a esposa era cúmplice e foi descoberto e denunciado por uma mulher que atua na proteção de animais. O caso ocorreu no Recife, em Pernambuco.

quarta-feira, 12/01/2022, 14:53 - Atualizado em 12/01/2022, 14:53 - Autor: Com informações de Giro Portal


Imagem ilustrativa da notícia: Homem matava cães e vendia a carne como se fosse de bode
| Reprodução

Após denúncias um homem foi detido pela polícia por maus-tratos contra animais. Na casa dele, havia carcaças de cachorros, fezes e animais bastante doentes e debilitados. O caso ocorreu no bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, capital de Pernambuco.

Os maus-tratos foram descoberto pela protetora de animais Maria do Carmo Figueiredo França de Souza, conhecida como Carmo Proteção. Ela disse que foi até a casa do homem na noite do sábado (8) e que, no local, encontrou as carcaças, além de 17 animais maltratados.

De acordo com testemunhas, a carne teria sido vendida como se fosse de bode. Maria do Carmo afirmou, ainda, que chamou a polícia depois que viu a situação da casa em que o homem mora e que ficou até a madrugada do domingo (9) no local.

LEIA TAMBÉM: 

Vídeo: homem é salvo de ser executado pelo tribunal do crime


A denúncia é investigada pela Polícia Civil pernambucana. Maria do Carmo relatou que isso foi dito por pessoas que estavam no local e também foi questionado ao homem, que apontou a participação da esposa no caso.

De acordo com a Polícia Civil, o homem foi autuado por maus-tratos contra animais e foi conduzido à Delegacia de Boa Viagem. O homem foi solto no domingo, em audiência de custódia realizada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

Mesmo sem condições de cuidar dos bichos, Maria do Carmo resgatou 17 animais e os levou para casa, entre cães, gatos, periquitos, galinha e galo. "Eu não tenho condições de cuidar. Não tenho ração suficiente nem tenho recursos para cuidar. Tem muitos com tumores, feridas. Ele vivia com um ferro batendo neles", afirmou.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS