plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
POLÍCIA

Homem agride sua companheira com mordida

Foi detido na madrugada de ontem, dentro da Unidade de Saúde de Jaderlândia, em Ananindeua, Sandro Eleno Naun, 37. Segundo a polícia, durante uma briga com a companheira, ele deu uma mordida tão forte na boca da mulher que os médicos precisaram costurar p

twitter Google News

Foi detido na madrugada de ontem, dentro da Unidade de Saúde de Jaderlândia, em Ananindeua, Sandro Eleno Naun, 37. Segundo a polícia, durante uma briga com a companheira, ele deu uma mordida tão forte na boca da mulher que os médicos precisaram costurar parte do lábio superior da vítima com oito pontos. De acordo com a jovem, que pediu para não ter o nome revelado, o motivo teria sido ciúmes.

De acordo com apurações da polícia, o próprio Sandro, após a briga com a companheira, a levou para o posto de saúde, onde ela foi medicada e recebeu os curativos necessários. Mas ele teria provocado um tumulto dentro da unidade de saúde e fez com que funcionários acionassem as autoridades policiais.

O soldado PM Joel, da viatura 0603, da 17 ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) / 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o suspeito estaria causando confusões no local por estar, supostamente “alterado”.

“Segundo funcionários do posto de saúde, ele estava fazendo uma confusão lá dentro e aparentava sinais de estar alterado. Eles acionaram a polícia e fomos ao local controlar a situação. A vítima nos disse que eles tiveram uma discussão e durante a briga ele mordeu a sua boca com muita força. O ferimento levou oito pontos”, contou.

Com manchas de sangue pela roupa, a vítima não conseguia falar devido ao grave ferimento na boca e respondeu as perguntas fazendo gestos com as mãos ou balançando a cabeça negativamente ou positivamente. Desta maneira, ela confirmou ao DIÁRIO que o suposto motivo da briga teria sido ciúmes e que esta teria sido a primeira vez que Sandro teria lhe agredido.

Após receber voz de prisão, Sandro foi conduzido para a Seccional Urbana da Marambaia e lá seria apresentado ao delegado de plantão Clayton Chaves. Conforme a Polícia Civil, ele seria indiciado pela Lei Maria da Penha. Procurado pela reportagem, ele confessou a agressão, mas a justificou como uma simples “briga de casal”.

(Diário do Pará)

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Polícia

    Leia mais notícias de Polícia. Clique aqui!

    Últimas Notícias