plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
POLÍCIA

Bando de encapuzados mata quatro adolescentes no bairro do Curuçambá

Desde o último domingo (29), a Grande Belém é palco de uma sequência, que parece sem fim, de mortes violentas. E nesta quarta-feira (2) não foi diferente: cinco homens foram baleados no bairro do Curuçambá, em Ananindeua, e quatro deles morreram. O pr

twitter Google News

Desde o último domingo (29), a Grande Belém é palco de uma sequência, que parece sem fim, de mortes violentas. E nesta quarta-feira (2) não foi diferente: cinco homens foram baleados no bairro do Curuçambá, em Ananindeua, e quatro deles morreram.

O primeiro homicídio foi registrado na estrada do Curuçambá: na ocorrência, um adolescente de 17 anos foi morto por seis homens encapuzados que dispararam diversos tiros de arma de fogo.

Na rua São José, também no bairro do Curuçambá, seis homens encapuzados executaram a tiros outro adolescente.

Na rua Xavante, mesmo bairro, novamente um grupo de homens encapuzados dispararam diversas contra um adolescente de 16 anos e um de 13 anos. Os dois morreram no local.

Houve ainda, nesta tarde, a morte de Simão Cirineu do Nascimento, de 33 anos, morto a tiros próximo à estrada do Aurá, no bairro Campo Verde, no município de Marituba.

Bairro onde ocorreu morte de cabo Fátima

Das cinco mortes ocorridas na tarde desta quarta-feira (2), quatro ocorreram no bairro do Curuçambá, mesmo local do assassinato da cabo Fátima, no último domingo (29).

Os criminosos invadiram a residência da cabo Maria Fátima Cardoso dos Santos e efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra a agente, que morreu no local.
A arma e o colete da policial militar foram levadas pelos criminosos.

Na segunda-feira (30), um acusado de participar da execução da cabo Fátima morreu durante troca de tiros com policiais, também no bairro do Curuçambá. João Victor dos Santos Magalhães, conhecido como “Vitinho”, foi atingido e socorrido à UPA da Cidade Nova, mas não resistiu e faleceu. Com ele, foi encontrada a arma roubada da policial militar assassinada.

Posicionamento

A RBA questionou a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) sobre o número oficial de mortes registrado desde o último domingo (29) e, por meio de nota, a Segup informou que "devido a necessidade de manutenção no banco de dados do Sistema Sisp 2, da Secretaria de Inteligência e Analise Criminal (Siac) não será possível, no momento, o envio de informações atualizadas de dados estatísticos relacionados as ocorrências de crimes no Estado. A Segup informa ainda que a previsão é de que o sistema retorne a funcionalidade até o final da tarde desta quarta-feira (2)".

(DOL)

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Polícia

    Leia mais notícias de Polícia. Clique aqui!

    Últimas Notícias