Diário Online
Notícias / Política
DECLARAÇÕES

Facebook envia à CPI vídeo apagado por governo

A gravação, que foi removida pouco depois pelo Ministério da Saúde, tem duração de uma hora, sete minutos e 46 segundos.

segunda-feira, 10/05/2021, 21:05 - Atualizado em 10/05/2021, 21:23 - Autor: Com informações da Veja


Na gravação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, dão declarações comprometedoras
Na gravação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, dão declarações comprometedoras | Reprodução

A CPI da Pandemia no Senado tem em mãos um vídeo enviado pelo Facebook e que havia sido apagado pelas autoridades. Na gravação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, dão declarações comprometedoras sem saber que estavam ao vivo em transmissão online.

Ministro se omite sobre Bolsonaro na pandemia e irrita CPI

CPI da Covid: Bolsonaro ameaça STF e ataca China

O vídeo da reunião do Conselho de Saúde Suplementar, do último dia 27 de abril o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que “o chinês inventou o vírus”, sem saber que sua fala estava sendo transmitida ao vivo na página do Ministério da Saúde na rede social.

No mesmo encontro, o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, disse que foi orientado a tomar a vacina “escondido” e que tenta convencer o presidente Jair Bolsonaro a se imunizar também, dando indícios de uma ordem para o alto escalão do governo não se expor a favor da vacinação contra o vírus.

A gravação, que foi removida pouco depois pelo Ministério da Saúde, tem duração de uma hora, sete minutos e 46 segundos. No pedido para o envio do material, Randolfe Rodrigues aponta que fala de Guedes sobre os chineses é “mais uma das inúmeras declarações preconceituosas e inverídicas de membros do alto escalão do governo contra a China e o povo chinês”.

“Declarações anteriores causaram graves atritos nas relações entre o Brasil e a China e, inclusive, colocam em risco o fornecimento de vacinas e insumos para sua produção”, justifica, lembrando que a CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, é a principal vacina sendo aplicada pelo Plano Nacional de Imunização.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS