Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
PROVA DE FOGO

TSE usará "hackers" para testar segurança das urnas 

A Justiça Eleitoral iniciou a seleção de propostas de especialistas em Tecnologia e Segurança da Informação que vão atuar para descobrir possíveis fragilidades no sistema eleitoral. A relação dos aprovados para o grande teste será divulgada em 9 de novembro

domingo, 31/10/2021, 17:25 - Atualizado em 31/10/2021, 19:55 - Autor: Com informações do Metrópoles


Novas medidas de segurança foram previamente anunciadas pelo TSE esse ano
Novas medidas de segurança foram previamente anunciadas pelo TSE esse ano | Fernando Frazão/Agência Brasil/Arquivo

Com o objetivo de encontrar fragilidades nos softwares e hardwares da urna eletrônica e dos equipamentos relacionados, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu início aos preparativos de segurança dos aparelhos, mobilizando uma verdadeira força-tarefa para garantir que nenhuma situação adversa seja detectada na disputa eleitoral do próximo ano.

Como parte dessa iniciativa, foram selecionadas 29 propostas de especialistas em tecnologia e segurança da informação para testar os equipamentos e, consequentemente, fortalecer o sistema eleitoral. Dez investigadores e cinco grupos foram aprovados no Teste Público de Segurança (TPS) do Sistema Eletrônico de Votação. A relação dos aprovados será divulgada em 9 de novembro.

VEJA MAIS:

+ Urna eletrônica: TSE anuncia novas medidas de segurança

+ PEC do voto impresso é rejeitada em Comissão da Câmara

Os “hackers” tentarão invadir o sistema de votação, transmissão de dados e checar se é possível violar o sigilo do voto, além de estudar e analisar a decodificação de sinais eletromagnéticos a distância. Há também um projeto para verificar a transparência e adequação da política de proteção de informações pessoais à luz da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no sistema eletrônico de votação.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS