Diário Online
Tuédoidé? / Curiosidades
A VIDA É MAIOR QUE TRABALHO

Pensar em trabalho até na folga pode indicar distúrbios

Confira algumas dicas para identificar se você ou algum colega de trabalho possui problemas que o levam a depositar muito tempo de vida apenas no "vício" do trabalho.

domingo, 08/05/2022, 15:36 - Atualizado em 08/05/2022, 15:35 - Autor: Com informações de Mundo RH

Google News

Não consegue desligar do trabalho? Isso pode trazer consequências graves.
Não consegue desligar do trabalho? Isso pode trazer consequências graves. | Shutterstock

Workaholic (ou viciado em trabalho) é aquela pessoa que não consegue se desligar das atividades relacionadas ao emprego ou, ainda, não consegue simplesmente aproveitar um dia de folga sem pensar constantemente no trabalho.

Não raramente, a pessoa que se orgulha de trabalhar 24 horas por dia é vista como alguém inconveniente, solitária, com uma vida pouco agitada e alguém pouco agradável para o convívio social. Além disso, trabalhar e pensar em trabalho de forma constante, até mesmo em períodos de folga, pode indicar sérios distúrbios mentais.

As causas do problema podem estar ligadas à ansiedade, depressão e baixa autoestima, em que se reconhecer como uma pessoa incapaz em muitas atividades ou sem perspectiva de alcançar algum objetivo faz com que a pessoa direcione suas atenções e a necessidade de ter visibilidade para o trabalho, buscando se destacar mesmo que seus colegas nem "se importem" com as tentativas.

Este ciclo, que parece inofensivo, pode trazer consequências: ansiedade, irritabilidade, depressão, mal-estar, preocupação constante, insônia, estresse, taquicardia, aumento da pressão arterial, controle excessivo, planejamento extremo, afastamento do ambiente social e da família ou incapacidade de gerar vínculos afetivos.

Se identificou com algum dos sinais ou reconheceu alguém que parece que não tem vida social e passa o dia trabalhando? O DOL separou alguns itens para você identificar se tem algum problema com o vicio em trabalho:

1- Primeiro a chegar e o último a sair

Isso não é necessariamente ruim. Muitos profissionais se sentem mais produtivos no início do dia, principalmente por ter menos distrações. Agora se você também é aquele que fica para apagar a luz da empresa ou fica atento a tudo que se fala em um grupo de trabalho em aplicativos de mensagens, então pode ter um problema relacionado a insegurança e sentimento constante de incapacidade.

2- Solidão e falta de diversão

Quando foi a última vez que você fez alguma que gosta fora do trabalho? Quando não há um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal seu círculo social desaparece e no fim você fica apenas com colegas e clientes na sua lista de contatos. Nem o dinheiro conquistado servirá para apagar tamanha solidão.

3- Sempre alerta

Está em constante estado de preocupação ou alerta? Fica monitorando o que seus colegas de trabalho fazem? Isso, além de indicar falta de bom senso e respeito ao trabalho alheio, pode desencadear problemas cardiológicos e agravar outros mentais.

A vida é maior que o trabalho

Identificou alguns sinais? É importante tomar uma atitude antes que o trabalho tome conta da sua vida. A ajuda de um psicólogo é o melhor caminho estabelecer o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Lembre-se que ser comprometido com a empresa e importante, mas é fundamental alcançar um equilíbrio entre sua vida profissional e pessoal.

VEJA TAMBÉM NO DOL:

Estudo identifica método que pode conter avanço de Parkison

Marinha abre vagas para tenente com salário de R$ 9 mil

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS