DOL Carajás
Cidades / Marabá
GREVE SUSPENSA

Aulas da rede municipal retornam normalmente na quinta (3) 

Após assembleia e reunião com prefeito Tião Miranda, educadores resolveram suspender o movimento

segunda-feira, 28/02/2022, 09:57 - Atualizado em 28/02/2022, 16:18 - Autor: Alessandra Gonçalves

Google News

Cerca de 56 mil alunos estudam na rede municipal de ensino
Cerca de 56 mil alunos estudam na rede municipal de ensino | Paulo Sérgio / PMM

Após cinco dias em greve, os trabalhadores da educação de Marabá, sudeste do estado, suspenderam a paralisação. Com isso, as aulas retornam normalmente na próxima quinta-feira (3).

Os educadores haviam deflagrado greve na rede municipal de ensino na última segunda-feira (21). Eles alegavam não estar havendo diálogo com a prefeitura e tinham 20 pontos de pauta. 

Entre as reivindicações: Piso Magistério 2022; Retroativo do Piso de 2016; Reajuste do Vale Alimentação e Reajuste dos Auxiliares de Secretaria.  

Segundo Joyce Rebelo, coordenadora do Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará), em Marabá, as aulas devem retornar na quinta-feira (3), com exceção dos estabelecimentos de ensino em que ocorrerá formação pedagógica. 

Reunião 

Na manhã de sexta-feira (25), representantes do Sintepp se reuniram com o prefeito Tião Miranda; o vice-prefeito, Luciano Dias e a secretária de Educação, Marisa Leite.  

 

Prefeito Sebastião Miranda recebe representantes do Sintepp
Prefeito Sebastião Miranda recebe representantes do Sintepp | Paulo Sérgio/ PMM
 

Após três horas de negociação, a reunião encerrou e todos os pontos de pauta debatidos foram levados para análise da categoria em Assembleia Geral dos Trabalhadores da Educação, realizada na Câmara Municipal dos Vereadores, às 17 horas, daquele mesmo dia.     

Após a assembleia, os trabalhadores resolveram suspender a paralisação, mas com manutenção do Estado de Greve. “Muitos entenderam que ainda não era hora de suspender a greve, mas apostaram numa suspensão tática, haja vista que finalmente o Governo de Tião Miranda abriu o diálogo com a nossa categoria”, afirma nota do Sintepp. 

Veja também:

Vídeo: Professores em greve realizam caminhada em Marabá 

Educadores protestam na Câmara Municipal de Marabá

Também ficou acordado que, no início de maio, as partes voltam a se reunir para debater a integralização do piso salarial ao reajuste de 33,24% para os professores da educação básica determinado pelo Governo Federal no último dia 4 de fevereiro, em portaria assinada pelo presidente da república, assegurando o retroativo a partir do dia 01 de janeiro de 2022.  

Ponto de pauta:  

1 - Piso Magistério 2022. 

2 - Retroativo do Piso de 2016. 

3 - Reajuste do Vale Alimentação. 

4 - Reajuste dos Auxiliares de Secretaria. 

5 - Enquadramento do Nível Superior dos Professores.  

6 - Enquadramento do Nível Especialista dos Professores.  

7 – Enquadramento dos percentuais de 5% de Avaliação de Desempenho.  

8 - Pagamento do Vale Alimentação para os Professores contratados.  

9 - Jornada 12 x 36 dos Agentes de Portaria.    

10 - Portarias de Progressão não Assinadas do Governo anterior dos professores que estão progredidos.  

11 - Regulamentação da Jornada dos novos concursados Agentes de Serviços Gerais com redução de Jornada de 8 horas para 6 horas.

12 - Dobra-Turno dos novos concursados Agentes de Serviços Gerais. 

13 - Retroativo do Adicional de Tempo de Serviço (ATS), de CTPS e contratos assinados.

14 - Licença-Prêmio para os Professores de Sala de Aula.  

15 - Diário On-line.  

16 - PCCR e Hora-Atividade.  

17 - Adicional de deslocamento fluvial para os servidores lotados na Vila Carrapato.  

18 - Construção e Reforma das Casas de Apoio na Zona Rural.  

19 - Construção e reformas das Escolas.  

20 - Calendário de Reposição.  


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS