DOL Carajás
Notícias / Polícia
FACÇÃO CRIMINOSA

Condenado pelo Tribunal do Crime é resgatado em Marabá  

Polícia acredita que o homem, há quatro dias em cativeiro, seria executado

sexta-feira, 21/01/2022, 10:56 - Atualizado em 21/01/2022, 12:46 - Autor: Alessandra Gonçalves

Google News

Homem foi resgatado do cativeiro na Folha 06, na Nova Marabá
Homem foi resgatado do cativeiro na Folha 06, na Nova Marabá | Divulgação

Um homem foi resgatado de um cativeiro na tarde desta quinta-feira (20), em Marabá, sudeste do estado. Ele havia sido sequestrado, há quatro dias, por membros de uma facção criminosa.

A vítima identificada como Victor Alexandre de Luz Souza, conhecido como Sombra do 15, havia sido condenado pelo “Tribunal do Crime”, pois havia pegado R$ 3 mil em entorpecente de um membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e não havia pagado a dívida. 

 

Vítima estava com vários hematomas e ferimentos no corpo
Vítima estava com vários hematomas e ferimentos no corpo | Divulgação
 

Segundo a polícia, a vítima foi encontrada por volta de 16h10, em uma casa na Folha 6, na Nova Marabá. Ela estava com os braços e pernas amarrados e muitos hematomas e ferimentos pelo corpo, proveniente das lesões sofridas desde o dia de sua captura. 

A Polícia Civil já estava investigando a organização criminosa especializada no tráfico de drogas. Durante a investigação, os agentes receberam informações de que a facção estava fazendo uma pessoa refém. A vítima havia sido sequestrada na última segunda-feira (17), quando andava a pé em via pública, no Bairro Bela Vista, no Núcleo Cidade Nova.

Os sequestradores estavam em um automóvel, armados com um revólver calibre 32 e diziam que iriam matar o sequestrado. Ele foi levado encapuzado até o cativeiro, onde estava há quatro dias sendo torturado.

“Ele seria provavelmente assassinado, porque não efetuou o pagamento da dívida, e, portanto, estava sendo submetido a esse tribunal do crime”, informou o delegado Vinícius Cardoso. 

Após identificar o local do cativeiro, os policiais civis fizeram um cerco e conseguiram encontrar a vítima em um dos cômodos da residência. Na casa estavam sete pessoas: Alexia Bruna Alves Dias, Suanny Carvalho Araújo, Suely Carvalho Araújo, Patrícia Silva Rocha, Rael Moreira da Silva e Paulo Gustavo Mendonha Feitosa e Henrique Francisco Lacerda do Nascimento. 

 

Sete pessoas foram encontradas no cativeiro, onde a vítima estava
Sete pessoas foram encontradas no cativeiro, onde a vítima estava | Divulgação
 

Veja também:

Homem é executado na frente da esposa e do filho

Acusado de matar “Marido de Aluguel” se apresenta à Polícia

Mulher mata marido após discussão no Sul do Pará 

A vítima foi solta e encaminhada para o hospital, onde recebeu atendimento médico e passa bem. Antes, no momento da incursão dos policiais, eles observaram três homens, que ao perceberem a presença dos agentes fugiram.

Durante buscas na residência, os policiais encontraram R$ 60,00, em dinheiro; 18 petecas de crack, embaladas e prontas para a venda; uma pequena porção de maconha, além de uma porção maior de crack, além de apetrechos para embalagem e acondicionamento da substância entorpecente dentro de uma mochila e quatro celulares.

Os acusados foram presos em flagrante e apresentados na 21ª Seccional de Polícia Civil, onde foram autuados pelos crimes de tortura, sequestro, tráfico de drogas e associação criminosa. “É um duro golpe aplicado pela Polícia Civil às facções criminosas aqui em Marabá”, ponderou o delegado Vinícius Cardoso.       





Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS