DOL Carajás
Notícias / Polícia
USANDO OUTRO NOME

Casal de idosos é preso acusados de estelionato e falsidade 

Um funcionário da agência entrou em contato com o comandante da Polícia Militar de Moju relatando das suspeitas envolvendo um casal de idosos

quinta-feira, 05/05/2022, 09:58 - Atualizado em 05/05/2022, 19:09 - Autor: DOL Carajás com informações de Moju News

Google News

O idoso usava um outro nome para tentar sacar um benefício que não era o seu
O idoso usava um outro nome para tentar sacar um benefício que não era o seu | Reprodução Moju News

Falsidade ideológica é um tipo de fraude criminosa que consiste na criação ou adulteração de documento, público ou particular, com o fito de obter vantagem - para si ou para outrem - ou mesmo para prejudicar terceiro. A pena para esse crime é detenção de um a cinco anos. O estelionato é uma fraude praticada em contratos ou convenções, que induz alguém a uma falsa concepção de algo com o intuito de obter vantagem ilícita para si ou para outros.

Nos últimos tempos essas duas situações aumentaram muito no Brasil, principalmente por meios tecnológicos. Entretanto quando a situação é causada por idosos, a surpresa é grande por parte das autoridades.

A Polícia de Militar de Moju realizou, na manhã desta quarta (4), a detenção de um casal de idosos que são acusados de falsidade ideológica e estelionato.

Veja também!

Policial penal de Marabá é preso por matar comerciante

Jovem desaparecido teria sido decapitado por facção

Após mortes, Força Nacional reforça segurança dos Parakanã

Um funcionário da agência entrou em contato com o comandante da Polícia Militar de Moju relatando das suspeitas envolvendo um casal de idosos. O idoso foi identificado, pelo nome verdadeiro, como Alfredo Serrão do Carmo, de 77 anos, e Doralice que, conforme informado à PM, disse ser esse seu nome verdadeiro.

 

Um funcionário da agência entrou em contato com o comandante da Polícia Militar
Um funcionário da agência entrou em contato com o comandante da Polícia Militar | Diego Cristo
 

O idoso usava um outro nome para tentar sacar um benefício que não era o seu. A Polícia Militar, diante da materialidade, apresentou os idosos e os documentos falsos na Delegacia de Polícia Civil em Moju, onde eles poderão responder por falsidade ideológica e estelionato.

Eles vão responder em liberdade e uma investigação será iniciada para saber se os idosos fazem parte de uma organização criminosa.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS