DOL Carajás
Notícias / Polícia
REINCIDENTE

Mulher acusada de matar “Boleiro” a facada é presa 

A mãe dela foi quem a denunciou e a Guarda Municipal efetuou a prisão

quinta-feira, 21/07/2022, 17:57 - Atualizado em 21/07/2022, 18:00 - Autor: Com Informações Native News Carajás

Google News

Joanice Bezerra é acusada de matar o desportista
Joanice Bezerra é acusada de matar o desportista | Reprodução

Um assassinato ocorrido na madrugada desta quinta-feira (21) chocou o sudeste do Pará. Um homem foi morto a facada em um bar localizado no Bairro Rio Verde, em Parauapebas. O crime aconteceu por volta de 6h.

A vítima Lennon Pereira do Carmo, chamado de "Leno", era bastante conhecido entre os boleiros da cidade.

A acusada do crime é Jaqueline Reis da Conceição, de 30 anos, que foi presa, por volta de 15h30, desta quinta. Ainda não há informação sobre o que a motivou a esfaquear o rapaz, que ainda foi socorrido, mas já chegou sem vida no Hospital Municipal.

 

Leno Pereira foi socorrido, mas não resistiu e veio a óbito
Leno Pereira foi socorrido, mas não resistiu e veio a óbito | Reprodução
 

A mulher foi denunciada pela própria mãe, Joanice Bezerra dos Reis. Que a entregou à guarnição uma equipe do Grupamento Canil (Canil) da Guarda Municipal de Parauapebas (GMP).

Segundo a GMP, a equipe do Canil estava em ronda às proximidades do Mercado Municipal do Rio Verde quando foi acionada por Joanice, que informou que a filha dela, Jaqueline, tinha esfaqueado "Leno" pela manhã no bar e que sabia onde ela estava. Ela repassou o endereço dela, na Avenida Brasil, também no Bairro Rio Verde.

Os agentes foram para o local e lá a mulher levou a guarnição até a Rua Rio de Janeiro, esquina com a Rua Jk, no mesmo bairro, onde estava a acusada. A própria Joanice entrou na casa e trouxe a filha até a equipe, onde recebeu voz de prisão.

Veja também:

Homem é alvejado com tiro na cabeça no sul do Pará

Guarda Municipal acusado de espancar mulher é preso 

Segundo os agentes, ela estava topada de remédio controlado e não esboçou reação. Perguntada onde estava a faca usada no crime, Jaqueline disse não saber onde deixou a arma. Ela foi conduzida e presentada na 20ª Seccional Urbana de Parauapebas, para o delegado Nelson Alves Júnior e está à disposição da Justiça. 

A acusada já tem passagem pela polícia. Leno era bastante conhecido entre os boleiros da cidade. Pelas redes sociais, vários amigos, com quem ele jogava futebol, lamentaram a morte dele.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS