plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 25°
cotação atual R$


home
NINGUÉM VIU

Jovem é executado na rua sem testemunhas e sem câmeras

A polícia acredita que o crime tem ligação guerra de facções rivais, já que ele era suspeito de integrante de uma facção criminosa

Imagem ilustrativa da notícia Jovem é executado na rua sem testemunhas e sem câmeras camera Welbison foi morto a tiros na Avenida Antônio Marques Ribeiro, às proximidades da igreja matriz | Reprodução

Investigadores lotados na Delegacia de Polícia Civil da cidade de São Felix do Xingu, no sudeste paraense, estão encontrando dificuldades na investigação do crime de homicídio, ocorrido na madrugada do último domingo (30), em que foi vítima o jovem Welbison Silva Ferreira, de 20 anos.

Welbison foi morto a tiros na Avenida Antônio Marques Ribeiro, às proximidades da igreja matriz. O crime não teve testemunhas.

No local onde a vítima foi executada não existem câmeras de monitoramento e vigilância no perímetro, fato que vem dificultando as investigações.

Veja também:

Vídeo: foragido morre em troca de tiros com a PM em Marabá

Corpo de homem é desovado em manilha de esgoto

Quem é a mulher que morreu após perder marido e enteado

O que a polícia sabe até o momento é que Welbison Silva, possuía várias passagens pela Delegacia de Polícia Civil de Tucumã, pelos crimes de arrombamentos a residências, roubos e furtos.

A polícia acredita que o crime tem ligação guerra de facções rivais, já que ele era suspeito de integrante de uma facção criminosa.

Os tiros de pistola ponto 380, atingiram as costas da vítima, o que leva a polícia a acreditar que a vítima foi executada de forma traiçoeira. Mesmo sem muitas informações de quem foi o autor dos disparos, a polícia de São Felix do Xingu segue na investigação do homicídio.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Polícia

Leia mais notícias de Polícia. Clique aqui!

Últimas Notícias