Diário Online
SEGURANÇA

Quer blindar seu carro? Veja erros comuns e como evitá-los

Quando os assuntos são segurança e bem-estar, não se deve contar com a sorte, ainda mais na blindagem automotiva. Então aqui vão algumas dicas para evitar cair em ciladas.

quarta-feira, 20/07/2022, 07:53 - Atualizado em 20/07/2022, 08:21 - Autor: VICTOR PINTO

Google News

Imagem ilustrativa da notícia: Quer blindar seu carro? Veja erros comuns e como evitá-los
| (crédito: Divulgação)

Quem investe num veículo e quer a garantia de que está escolhendo uma blindagem bem feita, precisa atentar a detalhes que fazem a diferença. Por isso fica o alerta para a escolha de blindadora que siga as especificações oficiais do Exército Brasileiro e que use material de primeira. Um exemplo é a Soma Blindados, que tem mais de 25 anos de experiência no mercado de blindagem e cujo diretor Sandro Giaffone aponta quais os principais defeitos que encontra em blindados que chegam até sua empresa:

1º) Material de baixa qualidade: se o preço for muito baixo, desconfie!;

2º) Pontos vulneráveis: risco sério, uma vez que o ideal é que a proteção seja o mais completa possível;

3º) Instalações incorretas: a blindagem é um processo meticuloso que envolve a desmontagem e a montagem de quase todo o automóvel. Por isso, a parte elétrica, o alinhamento e até o acabamento podem ser comprometidos, sem os devidos cuidados;

4º) Checagem: depois de feita a blindagem, o carro deve passar por testes para avaliar se não houve erros no processo.

 

| (crédito: Divulgação)
  

E confira como escolher uma blindadora usando este checklist:

1º) Escolha uma que tenha profissionais experientes e que cuide de seu veículo da mesma forma que cuida de sua família.

2º) Verifique a procedência dos materiais utilizados. Apesar de muitos materiais serem importados, a indústria nacional já desenvolve produtos com qualidade internacional, além de exportar produtos para o exterior.

3º) Pontos vulneráveis: o automóvel precisa ser protegido por completo e locais de difícil acesso podem ficar desprotegidos, caso a blindadora não tenha expertise naquele modelo ou marca de carro.

4º) Verifique, pergunte e se informe! Observe o alinhamento do porta-malas e das portas, se fecham perfeitamente. Fique atento aos barulhos e ao acabamento e não hesite em tirar dúvidas, pois a segurança pode depender da sua curiosidade.

Apesar de tratar seu negócio como um ‘ateliê de blindagem’, Giaffone também corrige erros nos serviços prestados por outras blindadoras, quando recebe veículos para manutenção, revisão periódica ou após incidentes. “Com o automóvel pronto, o cliente não enxerga o que foi feito. Ele vê só o que está pronto. E a parte visível é o acabamento, o vidro, se não há distorção, se não tem barulho etc. Porém, o principal e o diferencial de uma empresa séria, além da montagem, é a aplicação correta dos componentes blindados e a qualidade do material utilizado, coisas que não conseguem ser vistas facilmente por um leigo. A Soma só trabalha com materiais de qualidade e certificados, dos vidros às mantas”, complementa Giaffone.

Além da garantia de que o material usado é de qualidade e realizar a correta aplicação dele, é imprescindível não deixar pontos vulneráveis no carro. Pelo fato do veículo ser desmontado praticamente em sua totalidade para fazer a blindagem, é preciso fazer testes para verificar se, além de 100% protegido, ele está com as funções elétricas funcionando perfeitamente.

A Soma Blindados realiza testes de água, de barulho e test-drive com o automóvel antes de entregar. “E caso surja uma dúvida ou qualquer interesse do cliente em alguma parte do processo, a gente responde imediatamente. Alguns clientes não gostam de ver o carro desmontado, mas outros ficam curiosos e, se este for o caso, nossa equipe de atendimento entra em contato e viabiliza um acompanhamento online”, finaliza Giaffone.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS