plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
COLUNA

Mazzini: dentro do MDB, Helder é visto como presidenciável 

Confira os destaques da coluna de Leandro Mazzini desta segunda-feira (14)

Imagem ilustrativa da notícia Mazzini: dentro do MDB, Helder é visto como presidenciável  camera Governador já foi apontado como possível vice de Lula nas próximas eleições presidenciais | (Marco Santos/ Agência Pará)

O protagonismo que o governador Helder Barbalho, do Pará, ganhou na gestão Lula da Silva – em especial pela vindoura COP 30 em Belém – e também dentro do MDB já instigou parte do partido a prevê-lo presidenciável em 2026. Mas tem o amigo Lula da Silva no caminho. A conferir.

Caiado na fila

Nome tradicional da direita e dos conservadores há décadas, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União), passou a compor a lista que o agronegócio pode apoiar na sucessão presidencial de 2026. Fundador da União Democrática Ruralista (UDR) na década de 1980 e candidato à Presidência em 1989, Caiado está no 2º mandato de governador, não pode mais concorrer à reeleição e passou a ser uma opção da direita para concorrer ao Planalto novamente, diante da derrocada judicial de Jair Bolsonaro. A favor do goiano, sua experiência como senador e governador de um Estado que se revelou próspero em diferentes setores; e contra, os potenciais concorrentes no caminho, como Romeu Zema (Novo-MG) e Tarcício Freitas (Republicanos-SP).

Os sem-armazéns

Os cerealistas que compram parte da safra agrícola reivindicam do Governo e do Congresso uma legislação que os permita tomar empréstimo nos bancos com as mesmas condições dos financiamentos do Plano Safra, para construir armazéns. Atualmente, este tipo de empréstimo só é feito às cooperativas. O País deve colher quase 318 milhões de toneladas de grãos e só tem armazéns para guardar um quarto dessa colheita.

Uma viagem no tempo com o pé na areia, no rio e no mar

Lula manda ministros atenderem os governadores

MDB na porta

Com sete vice-governadores, o MDB tem perspectiva de ocupar os postos de chefe maior em quatro Estados onde os governadores não podem se reeleger. Os vices Walter Alves (RN), Gabriel Souza (RS), Daniel Vilela (GO) e Hana Ghassan (PA) vão assumir os governos em abril de 2026 com a desincompatibilização dos atuais mandatários que devem concorrer a outros cargos.

Tucuruí na mira

Mais de 3 mil ações foram ajuizadas na Justiça do Pará pelo advogado Ismael Moraes. Ele pede indenizações da Eletronorte pelos prejuízos a famílias de ribeirinhos de oito cidades atingidas pela inundação do lago da usina de Tucuruí. A Justiça determinou que a Eletronorte realize perícia numa área de 300 mil hectares de espelho d’agua.

Olho na vaga

Deputado federal mais votado do País, o jovem Nikolas Ferreira (PL-MG) tem que abrir os olhos no TRE-MG. Pelo menos oito suplentes de diferentes partidos, com boa votação em 2022, esperam decisões que possam ascender o grupo a Brasília se o deputado cair.

ESPLANADEIRA

# Tok & Stok anuncia a volta de seu fundadora, Ghislaine Dubrule, como CEO.

# IMC cresce pelo 9º trimestre e vendas chegam a R$ 822,9 milhões.

# Rebeca Melo lança o livro "Teleassédio Moral Organizacional no Teletrabalho"; dia 25, na Travessa do Casa Park Brasília.

# Infracommerce projeta crescimento de 7% nas vendas online com Dia dos Pais.

# Laboratório Inteligência de Vida lança amanhã podcast Senta que lá vem história.

# Governo anuncia investimento de R$ 28 bilhões na inclusão digital e conectividade.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Leandro Mazzini

Leia mais notícias de Leandro Mazzini. Clique aqui!

Últimas Notícias