Diário Online
Dino
Dino

Empresários e representantes apostam na Black Friday para reaquecer economia

quarta-feira, 17/11/2021, 12:40 - Atualizado em 24/11/2021, 08:50 - Autor: DINO



O aquecimento no mercado de consumo previsto para este fim de ano - quando o comércio e as atividades em geral são retomadas em um cenário quase pós-pandêmico - faz deste mês de novembro uma data de grandes expectativas, em especial com a aproximação da Black Friday.

Neste contexto, é necessário que empresas, lojistas, representantes comerciais e todos os envolvidos na cadeia de vendas analisem as oportunidades e se organizem para aproveitar este momento em que o varejo brasileiro deve movimentar R$110 bilhões (E-bit/Nielsen).

Há alguns anos a Black Friday se consolida como uma data de efervescência para o consumidor brasileiro. É o que explica o presidente do Conselho Regional de Representantes Comerciais do Paraná (CORE-PR), Paulo César Nauiack. "No ano passado, a Black Friday ocorreu em meio à pandemia de covid-19, quando existiam uma série de restrições de consumo. Agora temos essa oportunidade de retomada frente à crise econômica".

A expectativa em torno da data é a melhor possível. De acordo com dados da Behup (Pesquisa Retomada do Consumo 2021 para Inteligência de Mercado Globo), 47% dos consumidores pretendem aproveitar as promoções após esse ano de pandemia. Ainda conforme a Behup, 80% dos consumidores pretendem realizar novas compras por meio de canais de venda como WhatsApp ou redes sociais de loja e 88% têm interesse em participar de live-commerces.

Esses dados demonstram que o crescimento das vendas online vai ser mais forte e também que a compra digital é um conforto que o consumidor aderiu e não deixará de lado, mesmo com o retorno das atividades das lojas físicas e com o avanço da vacinação.

Segundo Paulo Sanford, CEO da WAP, empresa especializada em produtos de limpeza e manutenção, as expectativas para a data são grandes. "Esperamos que a edição deste ano da Black Friday supere os números do ano anterior, tanto no online quanto no offline. Nesse sentido, é necessário dar atenção especial à mídia online e às estratégias de ativação. Isso porque os consumidores estão mais exigentes e o setor mais competitivo", comenta Sanford.

O presidente do CORE-PR avalia que, para os representantes comerciais, a intensificação de vendas e negócios online é um fator positivo. "A web nos trouxe conectividade, a possibilidade de fazermos negócios de qualquer lugar, sem estarmos no centro das grandes cidades e isso nos gera mais oportunidades e vai continuar mesmo em um cenário pós-pandemia, é uma nova realidade", afirma.

Oficialmente, a Black Friday acontecerá no dia 26 de novembro. Mas, mesmo antes da data oficial, muitos produtos, promoções, negócios e condições especiais devem ser ofertados, além de campanhas pontuais de cada empresa. "Em novembro, esta data vai mostrar um retorno do comércio em larga escala, pois esse tempo de isolamento social pode ter provocado quedas na economia em geral, mas tudo o que foi reprimido de gastos vai se voltar, agora, para o consumo", comemora Paulo Nauiack.

Para ele, a mensagem que fica para os representantes comerciais é a de estarem atentos às mudanças, ao novo momento e, claro, às oportunidades geradas por esta data e também para as outras do fim de ano que se aproxima. "Nós voltaremos com uma economia muito mais intensa, um ganha-ganha muito maior, a oportunidade está aí. E nós temos que perceber aonde esse dinheiro será injetado, em que área da economia, e aí objetivar isso como nosso mercado", conclui o presidente do CORE-PR.



Website:

https://corepr.org.br/
Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS