BENÇÃOS DE SÃO BENEDITO

Nilson Chaves e Allex Riibeiro cantam juntos em Bragança

Juntos eles lançaram “Porque Soube Que Tu Vinhas” e videoclipe de “Eu Sou de Bragança”, de autoria de Nilson e registrado no EP “O Amor Que Acreditei de Porre”, o primeiro de Allex.

sexta-feira, 16/07/2021, 08:12 - Atualizado em 16/07/2021, 10:12 - Autor: Lais Azevedo


Allex Ribeiro e Nilson Chaves iniciaram uma parceria no ano passado, pouco antes de Nilson ser positivado para Covid-19.
Allex Ribeiro e Nilson Chaves iniciaram uma parceria no ano passado, pouco antes de Nilson ser positivado para Covid-19. | San Marcelo/ Divulgação

Nilson Chaves está de volta aos shows presenciais após a recuperação da Covid-19 e, nesse retorno, se apresentará com Allex Ribeiro no coreto do Largo de São Benedito, orla do rio Caeté e principal cartão-postal da cidade de Bragança. Em formato voz e violão, o show reunirá clássicos do artista e composições autorais do seu parceiro de palco, nesta sexta-feira, às 21h30, com acesso livre para o público.

Nilson diz que a sensação de voltar às atividades normais de trabalho e cantar de frente para o público é maravilhosa. “Claro que mantendo ainda os cuidados, mas eles vão poder participar, interagir, trocar energia com a gente. Sobretudo, é uma satisfação muito grande, ainda mais com um companheiro incrível como o Allex e o percussionista Alcides Alexandre, que também nos acompanha. Vamos em direção a um público que está também, provavelmente, ávido por eventos abertos”, destaca.

Ele e Allex tornaram-se parceiros ano passado, após escreverem juntos “Porque Soube Que Tu Vinhas” e gravarem single e videoclipe de “Eu Sou de Bragança”, de autoria de Nilson e registrado no EP “O Amor Que Acreditei de Porre”, o primeiro de Allex. “Ele é um ícone e um dos meus ídolos. Apesar da minha música não ser muito ligada a ritmos paraenses, ele é uma referência. Tinha essa vontade de subir com ele no palco, não pude pela pandemia, e agora vamos fazer em frente à Igreja de São Benedito”, comenta Allex.

Apesar de terem realizado até um minidoc juntos para o lançamento do single, Nilson estava internado na ocasião, o que deixava Allex e os fãs apreensivos. “Sou devoto de São Benedito e pedi pela recuperação dele, então imagina o quanto é simbólico cantar em frente à igreja com o Nilson. É até uma prestação de contas com São Benedito”, diz Allex.

O repertório de hoje trará sucessos como “Tô Que Tô Saudade”, “Olho de Boto” e alguns carimbós como “Sabor Açaí”, que ganham a participação ao vivo do grupo de dança Parauara, fechando o show. Allex também já garante em seu repertório autoral “Torre de Mabel”, que tem tocado nas rádios de Belém, e “Dançando Sobre as Telhas”, sua faixa mais ouvida nas plataformas digitais. “Um folk blues à la Gene Kelly, em ‘Cantando na Chuva’, essa música tem uma mensagem de otimismo e é um prenúncio de ‘Verbaloide’, disco que estou para lançar com várias participações, como Zeca Baleiro”, adianta.

E tem também novidades de Nilson, ao menos duas canções do álbum “O Silêncio do Infinito”, fruto de sua parceria com o poeta e compositor carioca Felipe Cerquize, lançado também quando ele ainda estava internado, em novembro do ano passado. Em recuperação quase completa, “ainda com algumas dificuldades de cansaço gerais”, ele já tem uma agenda movimentada para o segundo semestre - viagens a Brasília, Santarém, Manaus, Castanhal, assim como participações em lives e shows de Lucinnha Bastos e Sandra Duailibe. “E segue o barco!”, diz o ícone da música paraense.

MINIDOC

O minidoc “Eu Sou de Bragança” continua disponível no canal “Allex Ribeiro Oficial” no Youtube. O xote bragantino que exalta as belezas turísticas e culturais da cidade de Bragança, costura a narrativa audiovisual gravada em outubro de 2020, sob a produção da Sapucaia Filmes. “Foi uma experiência fantástica, [em Bragança] as pessoas passavam, falavam com o Nilson. A vinda dele foi um acontecimento porque ele é uma figura muito forte da expressão da nossa cultura”, diz Allex.

Com depoimento de ambos os artistas e uma mostra das belezas da cidade, o documentário foi filmado tanto em Bragança, incluindo cenas na Igreja de São Benedito, como em Belém, no estúdio Apce, onde eles gravaram a música. O projeto audiovisual é assinado pelo cineasta San Marcelo, com quem Allex já havia trabalhado em outros projetos, como o filme “Assustado”, com trilha sonora assinada por ele.

DE VOLTA

Show Allex Ribeiro e

Nilson Chaves

Quando: Hoje, às 21h30

Onde: Largo de São Benedito (Orla de Bragança)

Quanto: Gratuito

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS