"Não ponha em sua boca o nome do meu irmão"

Irmã de Paulo Gustavo manda recado para Bolsonaro

Ju Amaral rechaçou homenagem feita pelo presidente após a morte do humorista

domingo, 30/05/2021, 16:47 - Atualizado em 30/05/2021, 18:49 - Autor: ( com informação da Folhapress )


Ju Amaral e Paulo Gustavo, e o presidente Jair Bolsonaro.
Ju Amaral e Paulo Gustavo, e o presidente Jair Bolsonaro. | Foto: Reprodução

A morte do ator e humorista Paulo Gustavo no dia 4 de maio fez com que diversas pessoas públicas se sensibilizassem e fizessem homenagens a ele. Uma dessas pessoas foi o Presidente Jair Bolsonaro, que postou em suas redes sociais condolências para a família do humorista.

Mário Frias critica Lei Paulo Gustavo criada por paraense

Mas quem não gostou muito da atitude foi Ju Amaral, irmã de Paulo Gustavo, que publicou em suas redes sociais na noite de ontem (29), uma carta para o presidente criticando o gesto. "Nunca mais ponha na sua boca o nome do meu irmão", afirmou ela. "Essa boca que disse não à vacina e condenou tantos à morte, essa mesma boca que debochou imitando pessoas com falta de ar, pessoas que viveram o horror que meu irmão viveu, não pode ser usada para pronunciar o nome dele nem lamentar a morte de todos os vitimados pela Covid", continuou.

Ju Amaral afirma na carta que soube das condolências enviadas por Bolsonaro após a morte do ator, em 4 de maio, em decorrência da Covid-19, mas só agora conseguiu responder: "Espero que o senhor não despeje sobre minha família os seus mais sinceros sentimentos, pois eu não os aceito", disse.

Veja na íntegra o depoimento completo!

Paulo Gustavo morreu aos 42 anos, após quase dois meses internado em um hospital da zona sul do Rio de Janeiro, devido a complicações da Covid-19. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS