REVELAÇÃO

Claudia Raia diz que fetiche a fez fingir desmaio em motel

A atriz relembrou o episódio vivido na juventude e revelou fetiche por pés.

terça-feira, 28/09/2021, 18:35 - Atualizado em 28/09/2021, 18:43 - Autor: ANA PAULA AZEVEDO COSTA


A atriz Claudia Raia falou sobre episódio sexual inusitado
A atriz Claudia Raia falou sobre episódio sexual inusitado | Reprodução/Instagram

Recentemente, Claudia Raia esteve na dublagem do filme "Luca" (Disney) ao lado de sua filha, Sophia Raia, e do ator Luis Miranda. Os três tiveram de mostrar fluência em italiano no teste de dublagem.

"Eu estava doida para contar essa novidade para vocês. Sim, eu agora sou dubladora da Disney/Pixar, está bom para vocês? Porque em filme para família a gente está também trabalhando em família", disse a atriz em suas redes sociais.

Ex noiva de Whindersson abre o jogo sobre novo namorado

Após troca de Mion por Ivete, Fátima deixará "Encontro"

Já durante entrevista ao programa Rock a 3, da Rádio Kiss FM, a atriz relembrou um episódio da sua juventude enquanto explicava seu fetiche por pés, contando que já precisou se esquivar de um rapaz após ver os pés dele.

"Já fingi desmaio no motel. Gosto de reparar os pés, mas marquei com o bofe na praia e ele não foi. Nos encontramos apenas à noite. Na hora que ele tirou o sapato no motel... Não tinha como, não dava", contou a artista.

"Fiz uma cena, falei que estava passando mal. Pedi para ele me levar para casa. Nunca mais saí com o bofe", continuou.

Raia ainda afirmou que gosta de pés bem cuidados: "Tem que cuidar dos pés. Pé não tem plástica. Então, têm que ter cuidado", explicou.

"O Jarbas tem um pé muito bonito, cuidado", pontuou a atriz, citando seu marido, o ator e diretor Jarbas Homem de Mello, 51, com quem está há quase 10 anos. "A gente voa um ao lado do outro. Nossa vida é muita alegre e, quem sabe, vem um filho", completou ela sobre o casamento.

Ela também relembrou que já chegou a fazer um seguro para suas pernas, que na época valia US$ 1 milhão, o que equivaleria a R$ 5,4 milhões. "Em 1991, uma seguradora era patrocinadora do meu espetáculo e acabamos criando esse seguro das minhas pernas", relembrou.

"Foi um seguro de US$ 1 milhão das pernas. Por um ano. Mas ficou em um inconsciente coletivo. Hoje em dia, não vale mais nada", completou a artista.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS