Diário Online
PENHORA

Belo faz show milionário para pagar dívida com Denílson

Um depósito judicial descontado do cachê que iria para o cantor deve ir direto para a conta do ex-jogador

quarta-feira, 20/07/2022, 22:01 - Atualizado em 20/07/2022, 21:59 - Autor: com informções de UOL

Google News

Belo e Denílson tem uma divida que já se arrasta há mais de 30 anos, que pode está chegando ao fim.
Belo e Denílson tem uma divida que já se arrasta há mais de 30 anos, que pode está chegando ao fim. | (Reprodução

A amizade entre Belo e Denilson, iniciada durante a década de 90 acabou resultando em uma grande confusão que se estende até os dias atuais. O que era pra ser uma parceria comercial entre amigos foi parar nos tribunais.

No ano de 1998, o ex-jogador comprou os direitos da banda de pagode Soweto, que tinha o cantor como vocalista - a banda despontava no cenário musical pelo Brasil, com músicas como "Farol das Estrelas", "Não Foi A Toa" e "Tudo Fica Blue", pertencentes ao álbum "Farol das Estrelas". Belo acabou deixando o grupo em 2000.

A Justiça de São Paulo determinou que seja feito um depósito judicial avaliado em pouco mais de R$ 7 milhões para conta do ex-jogador e comentarista da TV Band, Denílson. O valor é referente a  um show de Belo que será realizado em agosto, no Pacaembu.


LEIA TAMBÉM:

Vídeo: funcionário ganha R$ 100 mil de Ratinho em aposta

Musa do Only Fans conta que queriam ver fezes por R$200

A 5ª Vara Cível do Foro de São Bernardo determinou, na última terça-feira (19),  que sejam enviados ofícios às empresas que comercializam as entradas para o evento de Belo, agendado para o dia 20 do próximo mês.

A ordem do tribunal é de que as empresas façam o depósito judicial "até o limite do valor incontroverso do débito", avaliado em R$ 7.004.586,00. A defesa do cantor entrou com recurso contra a decisão, pois entende que a quantia é irregular.

O processo

Em 2004 a Justiça deu ganho de causa ao Denílson e Belo foi condenado a pagar R$ 388 mil na época. Como o valor não foi quitado até os dias atuais, mesmo com ordens de bloqueio e penhora dos bens do cantor, e o trânsito da ação, a quantia continua crescendo em razão das devidas correções monetárias.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS