Diário Online
SUCESSO

VII Fecant: canção “Meu Zambelê” vence festival em Altamira

A música de dois alagoanos fez sucesso na região do Xingu, no Pará.

domingo, 21/11/2021, 08:56 - Atualizado em 21/11/2021, 11:13 - Autor: Com informações da assessoria


A grande vencedora, Mel Nacimento.
A grande vencedora, Mel Nacimento. | Jaime Souzza - Na Marée

No dia em que se celebrou a Consciência Negra, a cantora alagoana Mel Nascimento levantou o público no VII Festival Canção da Transamazônica (Fecant), na Casa da Memória, em Altamira, região do Xingu.

Com a música “Meu Zambelê”, do compositor Toni Édson, também de Maceió-AL, a cantora conquistou o 1º lugar do Fecant Nacional, rodada de compositores de outras regiões do Pará e do Brasil.

Mel Nascimento levantou o público do festival com uma faixa baseada no samba, que evolui com elementos da música afro, como batuques e maracatu, até chegar ao rock, e traz letra alusiva às raízes culturais africanas. A música foi escolhida pelo júri oficial do Fecant e levou o troféu e o maior prêmio do festival: R$ 9 mil. “Tô muito feliz. Sou da terra de Zumbi dos Palmares. Dandara é a minha consciência”, comemorou no palco ao receber o troféu.

 

Alguns dos vencedores do VII Fecant.
Alguns dos vencedores do VII Fecant. | Jaime Souzza- Na Marée
 

“Meu Zambelê” foi gravado por Mel Nascimento no segundo álbum dela, intitulado “Força de Mulher”. O compositor da música é o professor, ator e contador de histórias Toni Édson. “Ele é um negro firme que estava apaixonado quando escreveu a canção”, conta Mel. “Estou de alma lavada. É a primeira vez que estou saindo pra circular com esse trabalho. Cantar para um público que não conheço foi um desafio, mas fui muito colhida nessa terra linda”, comemorou a cantora.

O 2º lugar do festival, que ganhou R$ 6 mil, foi da música “Documento”, de Marcelo Sirotheau e Milton Santos Filho, de Belém, interpretada por Renata Del Pinho. E o 3º lugar, que ganhou R$ 5 mil, foi de “Arani”, canção de Davi Amorim e Dudu Neves, de Belém, interpretada por Rogério Brito.

O prêmio de melhor intérprete, no valor de R$ 1.500, foi para Ronald Saar, do Rio de Janeiro, que cantou a música “Arara Azul”, de Robertho Ázis, também do Rio. E o prêmio de melhor letra, no valor de R$ 1.500, foi para “Lendas do Preamar”, de Pedro Vianna, de Belém, que foi cantada por Grah Podanosk.

Vanessa da Mata abrilhantou o encerramento com show após três noites de festival. A cantora mato-grossense surpreendeu a plateia altamirense ao cantar e dançar o carimbó “Sinhá Pureza”, de Pinduca.

Durante três noites, 45 artistas competiram no VII Fecant, nas etapas do Fecant Kids, Fecant Regional e Fecant Nacional. “Muita música bonita, muita gente maravilhosa passou por aqui. Foi uma passarela de variados talentos”, comemorou a cantora Joelma Klaudia, organizadora do evento.

Foram distribuídos R$ 56 mil em prêmios. O patrocínio foi da Norte Energia e o apoio da Lei Semear, por meio da Fundação Cultural do Pará (FCP), do Governo do Estado do Pará, e também da Prefeitura Municipal de Altamira.

Shows

Vanessa da Mata subiu ao palco logo após a apresentação dos 15 concorrentes do Fecant Nacional. A artista apresentou faixas do novo álbum “Quando deixamos nossos beijos na esquina”, vencedor de disco de platina, e também clássicos da carreira, como “Não me deixe só”, “Amado” e “Ai, Ai, Ai”.

Vanessa surpreendeu ao apresentar o sucesso paraense “Sinhá Pureza”. “Conheci um disco do Pinduca com um tio. E um amigo de Belém me mostrou algumas coisas de Belém e do Pará”, contou, mencionando que aprendeu a música com esse amigo. Usando um longo vestido vermelho rodado, a artista girou no palco como uma dançarina de carimbó, arrancando aplausos da plateia.

Ela foi acompanhada pela banda base do festival e elogiou o talento dos músicos, que tinha Davi Amorim na guitarra e na direção musical, Wesley Jardim no baixo, Márcio Jardim na percussão, Nego Jo no trombone e Wellington Ventura nos teclados.

Elenco de Verdades Secretas 2 apoia Camila Queiroz

Geraldo Luís passa por cateterismo após sentir dor no peito

Antes de Vanessa, Joelma Kláudia cantou duas faixas do novo álbum “Nua & Crua”, “Respeite o meu salto” e o “Cai fora”, cujas letras de empoderamento feminino foram reforçadas com mensagens da cantora no palco.

Fecant Kids e Fecant Regional

Na primeira noite do evento, na quinta-feira, 18, 15 intérpretes de Altamira com idade até 17 anos participaram do Fecant Kids. Helena Vieira, de 12 anos, do bairro Bela Vista, foi a vencedora e levou o prêmio de R$ 4 mil. A segunda colocada foi Fabiana Silva, de 15 anos, do bairro Água Azul, que recebeu R$ 3 mil; e o terceiro lugar ficou com Maria Eduarda, de 14 anos, do bairro Independente I, que recebeu R$ 2 mil.

Na sexta-feira, 19, Clauber Martins, de Marabá, sagrou-se campeão do Fecant Regional, etapa de compositores da região da Transamazônica, com a música “Brasil Baião”. Ele recebeu o prêmio de R$ 7 mil. Em segundo lugar ficou a canção “Acabou”, de Élis Lourenço, de Altamira, que levou o prêmio de R$ 5 mil. A melhor intérprete foi Vâni Oliver, com “Antologia Paraense", composição de Agmael Lima, de Marabá; e a Melhor Letra foi "Quando os pássaros se calarem", de MC Soza, de Altamira.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS