Diário Online
Esporte
FUTEBOL

Em virada histórica, Manchester é campeão da Premier League 

O time perdia por 3 a 2 até os 30 minutos do segundo tempo

domingo, 22/05/2022, 15:28 - Atualizado em 22/05/2022, 15:26 - Autor: ( com informação da folhapress)

Google News

O time fez 3 a 2 no Aston Villa e levantou a taça.
O time fez 3 a 2 no Aston Villa e levantou a taça. | (Foto: Reprodução/Twitter)

O Manchester City contou com virada histórica sobre o Aston Villa, neste domingo (22), para conquistar o título da Premier League, em partida pela última rodada da competição. A equipe de Pep Guardiola venceu por 3 a 2 em uma recuperação fantástica. Perdia por dois gols de diferença até os 30 minutos do segundo tempo e conseguiu a vitória ao marcar três vezes em cinco minutos.

O City terminou o campeonato com 93 pontos, apenas um ponto à frente do Liverpool, que venceu o Wolverhampton por 3 a 1, também de virada, em partida realizada no mesmo horário. O meia Gündogan saiu do banco de reservas para se tornar o herói da equipe de Guardiola, fazendo dois dos três gols da equipe da casa.

Foi o quarto título do City nas últimas cinco temporadas -a equipe foi vice em 2019/20, atrás do hoje segundo colocado Liverpool. Neste domingo, o triunfo foi confirmado sobre adversário dirigido pelo ídolo histórico dos Reds Steven Gerrard e que não tinha mais objetivos na liga, mas que deu muito trabalho aos donos da casa.

Max Verstappen vence GP da Espanha e assume liderança

Em comum nesse período, além dos investimentos massivos da família real dos Emirados Árabes Unidos e de alguns jogadores que se tornaram pilares do time, como Kevin De Bruyne, foi a presença do treinador Pep Guardiola à beira do campo. Contratado em fevereiro de 2016, o catalão imprimiu rapidamente sua marca no time inglês. Vindo de três temporadas no Bayern de Munique, demorou um campeonato para ajustar suas ideias à nova realidade inglesa e carimbou o City com o futebol objetivo e envolvente que construiu desde os tempos de Barcelona.

No torneio atual, ameaçado de fato apenas pelos Reds de Jürgen Klopp, seu rival já na Bundesliga comandando o Borussia Dortmund, Guardiola levou o City à última rodada dependendo só de si para ampliar a hegemonia no Inglês.

A nova conquista da Premier League marcou também a despedida do brasileiro Fernandinho, outro pilar e ídolo da equipe de Manchester nesses anos de títulos. O meia afirmou em entrevista coletiva em abril que pretendia voltar ao Brasil e pegou Guardiola de surpresa. Antes do jogo neste domingo, o jogador foi homenageado com um mosaico no centro de treinamento do clube, onde joga desde 2013.

Obviamente comemorado pela torcida, o título da atual temporada vive porém sob a sombra de fracassos na Liga dos Campeões da Europa, objetivo máximo da equipe desde que recebeu o aporte financeiro que a vinculou à família real de Abu Dhabi, em 2008. Desde a temporada 2016/17, já com Guardiola, a equipe fica pelo caminho no torneio. A estreia do novo técnico marcou a pior passagem dele pelo campeonato continental, com eliminação para o Monaco nas oitavas de final.

A partir dali, derrotas nas quartas de final para Liverpool, Tottenham e Lyon, até a final de 2020/21, perdida para o Chelsea de Thomas Tuchel.

No torneio atual, mais uma eliminação, e bastante dramática: depois de vencer por 4 a 3 em casa e sair na frente no Santiago Bernabéu, sofreu dois gols de Rodrygo nos acréscimos do segundo tempo, mais um de Benzema na prorrogação, e deu adeus ao sonho da Champions novamente.

Futebol ao vivo: veja onde assistir os jogos deste domingo

O Liverpool, por outro lado, surfa uma onda melhor e não vê o segundo lugar na Premier League tanto como uma decepção. Campeão da Copa da Liga Inglesa, em fevereiro, e da Copa da Inglaterra, em maio, a equipe de Klopp está na final da Champions League e flertava, até este domingo, com a quádrupla coroa em uma temporada impecável. A decisão da Liga dos Campeões, contra o Real Madrid, será no sábado (28), em Paris. Mas o City não desistiu da Champions, e pretende tentar o título inédito ainda com Guardiola. No início do mês, o time contratou o norueguês Erling Haaland, cobiçado atacante do Borussia Dortmund que era cotado também no Real e no Paris Saint-Germain. O artilheiro chega para ocupar o espaço de camisa 9, buscado pelo técnico catalão nas duas últimas temporadas, sem sucesso.

A próxima tentativa, porém, pode ser a última. Neste momento, o contrato de Guardiola com o City vai até o fim do primeiro semestre de 2023, quando a equipe inglesa poderá estar comemorando seu primeiro título da Liga dos Campeões -ou buscando um novo treinador.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS