Diário Online
Esporte / Esporte Brasil
TÁ DANDO CERTO

Santos aposta em Madson decisivo para fugir do Z4

Peixe venceu os dois últimos jogos e se afastou da temida zona de rebaixamento

segunda-feira, 01/11/2021, 20:38 - Atualizado em 01/11/2021, 20:38 - Autor: FOLHAPRESS


Uma pubalgia fez com que Madson ficasse quase dois meses afastado do time principal do Santos. Durante o período de recuperação, o lateral chegou a ser cedido pelo técnico Fábio Carille ao time sub-23, que disputava a Copa Paulista, para ganhar ritmo e poder voltar à equipe de cima. Nos últimos dois jogos, o jogador de 29 anos mostrou que o planejamento teve resultado.

Madson foi diretamente responsável pelos últimos seis pontos conquistados pelo Santos. O lateral fez um gol e deu uma assistência na vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense e marcou o gol da vitória sobre o Athletico-PR no último sábado (30). Os resultados fizeram com que o time da Vila Belmiro respirasse na briga contra o rebaixamento. O Santos agora ocupa a 13ª colocação, com 35 pontos, cinco a mais que o Sport, primeiro time na zona da degola.


"O Madson, eu já conheço há muito tempo, desde o Bahia. Eu sei dessa força ofensiva que ele tem, sei da bola aérea. Quando eu cheguei aqui, ele estava há um mês parado e ficou quase mais um mês. A gente teve cuidado com ele, colocamos para jogar no sub-23, para ganhar ritmo, e ele foi. Eu fui acompanhar um jogo na Vila Belmiro, e o Santos ganhou com um gol dele", disse o técnico Fábio Carille, em entrevista coletiva depois da vitória sobre o Athletico.

Carille se referia a uma partida do time sub-23 do Santos contra o EC São Bernardo pela Copa Paulista em que o lateral foi titular e capitão. Na ocasião, ele marcou o gol santista, mas acabou substituído aos 25 minutos do segundo tempo, sentindo a falta de ritmo de jogo. O duelo acabou empatado em 1 a 1.

Nas últimas duas partidas, o Santos optou por jogar com um esquema com três zagueiros. A mudança coincidiu com a evolução de Madson. Para Carille, o estilo de jogo ajuda o lateral a ser mais participativo.

"Esse esquema favorece ele, a gente ganha na altura, que é um problema que a gente está conseguindo solucionar tanto ofensivamente quanto defensivamente, ser mais agressivo na hora de atacar e defender melhor. Com esse esquema, é claro que favorecemos um jogador que tem esse potencial."

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS