Diário Online
Esporte / Esporte Pará
QUAL A BOA, ETTINGER?

Presidente do Paysandu avalia 2021 e esclarece vários temas

Maurício Ettinger avalia temporada positiva até aqui e aborda outros temas como: a situação de Fazendinha, premiações, público na Curuzu, sócio torcedor, ingressos, VAR, categorias de base e CT

segunda-feira, 20/09/2021, 20:41 - Atualizado em 21/09/2021, 07:16 - Autor: Kaio Rodrigues


Ettinger concedeu entrevista coletiva à Papão TV e falou tudo sobre o Papão atual.
Ettinger concedeu entrevista coletiva à Papão TV e falou tudo sobre o Papão atual. | John Wesley/Paysandu

Garantido no Quadrangular Final da Série C do Brasileiro com uma rodada de antecedência e líder do Grupo A com 27 pontos, o Paysandu segue a caminhada em busca do tão sonhado retorno à Segunda Divisão Nacional. Em entrevista coletiva, realizada nesta segunda-feira (20), o presidente bicolor, Maurício Ettinger, avaliou o desempenho do elenco profissional até aqui na temporada.

“O Paysandu está, aos poucos, cumprindo algumas metas desse ano. Tínhamos algumas, como vencer o Campeonato Paraense, chegar ao Quadrangular Final da Série C e agora, a maior de todas, ir em busca do acesso. Ainda tem uma classificação ou ser o campeão da Copa Verde. Então, estamos nessa trajetória. Graças a Deus as coisas estão acontecendo. Tudo está saindo como planejado, por enquanto”, enfatizou.

 

| (Reprodução: Papão TV)
 

Sem contar com a renda da bilheteria há mais de uma temporada, os cartolas do Lobo procuram jeitos de deixar os pagamentos em dia no clube. A expectativa é que na próxima fase da competição nacional o Papão tenha o apoio da Fiel Bicolor no Estádio da Curuzu, o que ajudaria o cofre Alviceleste a reduzir a diferença dos prejuízos.

“Acreditamos que contaremos com o público no Quadrangular Final. Todos os contratos de futebol foram feitos até 30 de novembro. Caso as atividades parassem antes, seria um prejuízo termos que ficar pagando até esse período. Alcançamos a segunda fase e agora vamos em busca do acesso, que virá se Deus quiser. Com o público, a gente consegue diminuir um pouco desse déficit”, destacou.

 

| (Foto: John Wesley/Paysandu)
 

ao todo, 52 jogadores passaram pela Curuzu nesta temporada de 2021. Destes, 13 não estão mais com o elenco profissional. Alguns dispensados, outros emprestados e assim o Papão segue a temporada com 39 no plantel. Para o presidente do Papão, a diretoria mais acertou do que errou em suas ações dentro do mercado da bola.

“Acertamos mais! Tivemos poucas dispensas. Alguns jogadores não renderam o que queríamos, outros começaram a render agora. No geral, o balanço é positivo. Acertamos mais do que erramos durante a temporada”, realçou.

Premiações:

“No planejamento do ano, feito logo no início da temporada, determinamos todas as premiações. Teve a do Paraense, tem a do Brasileiro, da Copa Verde. Tem bicho por jogo. Premiação pelo acesso, pelo título. Tudo é determinado. Por enquanto, nada foi mudado. O que muda as vezes é o bicho, dependendo da importância da vitória de um jogo. Isso temos feito. No geral, determinamos tudo no começo do ano”, salientou.

 

| (Foto: John Wesley/Paysandu)
 

Fazendinha:

“Todas as contratações tem a análise da comissão técnica, da análise de desempenho. É sempre discutido com a diretoria antes de fechar uma contratação. Ai vamos para a negociação. Sobre o Fazendinha em si, foi um pedido da diretoria. Foi analisado. Contra o Ferroviário ele viajou, o Aldo não foi. Agora o Aldo foi e ele não. Depende do momento de treino. O treinador está atento em quem estar na melhor fase durante a semana. Uns vão e outros não. É normal no futebol. Foi uma semana pesada, onde eles reclamaram muito da não ida do Fazendinha na viagem, mas foi opção do treinador. Temos 16 jogos até o final da temporada e com certeza o Fazendinha será bem aproveitado, assim como todos os outros”, evidenciou.

 

| (Foto: John Wesley/Paysandu)
 

Volta do Público:

“Temos o último jogo da primeira fase contra o Manaus. Não teremos público! A CBF sinalizou que vamos discutir público no quadrangular. Tenho certeza que será aprovado. A reunião da Prefeitura determinou que para poder entrar no estádio é preciso ter as duas doses de vacina. Não precisa do teste. Serão 30% da capacidade liberada. Já passamos isso para a federação e já enviaram para a CBF. Está tendo uma conversa muito boa. Acredito que semana que vem falaremos com a CBF para ter a liberação automática do público”, frisou.

Quem tem direito e quanto será o valor?

“Ainda não há previsão! Estamos montando o esquema de vigilância, orientação para o uso da máscara e distanciamento. Daremos prioridade para quem já é sócio do Paysandu. Lançamos alguns programas na temporada, como carnê, compra antecipada de ingresso, serão a segunda opção e, os que sobrarem, vão ser colocados à venda. Ai vamos ver o preço necessário para cobrir os custos, sempre procurando o melhor preço para o torcedor. Ter 4.500 pessoas significa ingressos mais caros. Não podemos ter ingresso barato com custos elevados. Por isso estamos calculado os custos para que o valor arrecadado com os ingressos cubra isso”, comentou.

 

| (Foto: John Wesley/Paysandu)
 


Sócio Torcedor:

“Reformulamos o plano do sócio. Os torcedores terão um novo plano, uma nova logomarca e estaremos lançando isso sexta-feira (24), no máximo na próxima segunda. Serão planos com direito ao ingresso, à meia entrada. Vamos apresentar todas as vantagens e regras do novo plano”, narrou.

Árbitro de Vídeo - VAR

“Em agosto, fizemos uma visita na CBF. Em um dia, o tema foi só sobre o tema de arbitragem. Fomos bem recebidos pelo Gaciba e sua equipe. Nos mostraram o VAR, todas as vantagens, funcionamento. Eles farão uma visita aos oito clubes do quadrangular final para ajudar a montar a sala específica, para ai sim podermos falar sobre o tema para os jogadores. É uma evolução que vem para o futebol, para ficar e vamos nos adaptar”, poderou.

“Já sentimos no sangue. Há dois anos, deixamos de subir por um erro de arbitragem. O VAR é um jeito de corrigirmos essas falhas humanas, que são perfeitamente aceitáveis. É buscar o resultado justo que será aplicado”, replicou.

Categorias de Base:

“Com certeza há um planejamento sobre as categorias de base. O Paysandu vem treinando o sub-19 e o sub-19. Terão campeonatos neste ano pela Federação. O sub-15 implementamos há pouco tempo. Temos uma escolhinha da categoria e agora estamos treinando os federados. É algo que o Paysandu vem aos poucos se dedicando. Temos um atleta que irá para a Espanha. Esse mês ele passará por testes. O Paysandu tem colhido bons frutos nas categorias de base. É uma coisa que investimos. Ainda é pouco, porque não temos um local adequado para treiná-los, mas no futuro o investimento será cada vez maior”, esclareceu.

 

| (Foto: John Wesley/Paysandu)
 

Centro de Treinamento:

“Seguramos (as obras). A falta de verba acentuou. Demos prioridade para deixar a folha salarial do elenco em dia, como está hoje, assim como a dos funcionários. As obras diminuíram um pouco o ritmo, mas estamos retornando aos poucos, organizando a casa e estamos no primeiro campo, para começar a última camada, para iniciar a parte de drenagem. A grama está comprada. Não falta muito! Se Deus quiser esse ano estaremos treinando lá”, revelou.

 

| Jorge Luís
 

 

|
 


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS