Diário Online
Esporte / Esporte Pará
O CHEFE FALOU

Vinícius quer atitude do elenco para livrar Remo de queda

Goleiro azulino voltou a ser relacionado após quase dois meses se recuperando de uma lesão. Ele comentou sobre o sentimento de ficar fora e cobra concentração, comprometimento e competitividade da equipe

quinta-feira, 11/11/2021, 21:34 - Atualizado em 11/11/2021, 22:21 - Autor: Kaio Rodrigues


Vinícius volta após quase dois meses fora
Vinícius volta após quase dois meses fora | Samara Miranda/Remo

Longe dos gramados desde o dia 23 de setembro, após sofrer uma entorse grau ll no joelho direito, o goleiro Vinícius está apto para voltar a atuar com a camisa do Clube do Remo. O ídolo azulino foi relacionado para a partida contra o Manaus, nesta sexta-feira (12). Ainda não sabe-se quem será o titular do gol remista, mas Vinícius mostrou confiança e empolgação para um possível retorno.

- Eduardo Baptista é o novo técnico do Clube do Remo

“A expectativa é a melhor. Estou recuperado e trabalhando forte para a volta, para que eu possa reestrear e reestrear bem na titularidade do Clube do Remo. Trabalhei firme, procurei voltar bem fisicamente, intensifiquei os trabalhos técnicos para voltar no nível que estamos acostumados a jogar para poder ajudar o Remo, meus companheiros e buscar os resultados positivos”, comentou.

 

Goleiro deve ser titular contra o Manaus
Goleiro deve ser titular contra o Manaus | (Foto: Samara Miranda/Remo)
 

Vinícius atuou pela última vez contra o Guarani, no dia 21 de setembro. Ele ficou longe por 10 rodadas na Segundona e viu o goleiro Thiago brilhar no gol azulino, mesmo com a equipe não rendendo. Nesse período, foram duas vitórias, dois empates e seis derrotas, estas sendo nos últimos sete jogos. A péssima sequência aproximou o Leão Azul da zona de rebaixamento. O arqueiro falou sobre o quão ruim é ficar de fora e quer mudança urgente no jogo da equipe.

“Fiquei aflito. De fora não posso ajudar. Fiquei na torcida. Precisamos mudar nossa postura, nossa atitude dentro de campo. Nossa concentração precisa ser maior, pois temos que entender que a cobrança é muito grande, é enorme em um clube dessa grandeza. Precisamos dar o nosso melhor, algo a mais na reta final. Precisamos ter essa consciência de que devemos melhorar nossa performance, nosso comprometimento, porque precisamos de uma vitória e um empate para escapar do rebaixamento”, enfatizou.

Restam Goiás, Vasco e Confiança pela frente. Dos nove pontos em disputa, são precisos apenas quatro para atingir a pontuação mágica de 45 pontos - média que os clubes se livram do risco. Vinícius vê os jogos como decisões e não poderia ser diferente. Ele falou sobre o "pão que o diabo amassou" que o Leão teve que comer para voltar à Segundona, após 13 anos distante.

“Nessa reta final, o momento é de superação, união, independente se o Netão continuar, se chegar um novo treinador. Até mesmo se o Felipe tivesse continuado. A nossa atitude dentro de campo é que tem que ser mudada. Nosso nível de competitividade precisa ser maior. Nesses três jogos finais precisamos que o nosso nível de concentração esteja elevado. São decisões! Sabemos da dificuldade que foi colocar o Remo nesse cenário da Série B do futebol brasileiro. Foi muito difícil. O clube passou por dificuldades e nesse momento de lutar pela permanência o foco e a união precisam ser de todos, para que possamos juntos fazer grandes jogos, com grandes resultados, para buscar a permanência do Clube do Remo que será bom para todo mundo”, destacou.

 

Goleiro chegou em 2017 ao Remo e viu o processo de reconstrução do clube
Goleiro chegou em 2017 ao Remo e viu o processo de reconstrução do clube | (Foto: Samara Miranda/Remo)
 

O Remo soma 41 pontos e vê Londrina e Brusque com 38 e o Vitória com 37. Uma nova derrota pode colocar o Clube de Periçá em maus lençóis. O experiente goleiro, que tem contrato com o clube até o fim de 2023, bateu bastante na tecla de ter mais atitude, além de cobrar maior comprometimento, competitividade e concentração do elenco. 

“Difícil falar, principalmente quando se está de fora. Fiquei de fora nessa reta final, mas no meu entender, o time deu uma relaxada que não deveria. Baixo muito a guarda. Sempre falamos que para jogar no Remo a guarda deveria estar sempre levantada. É preciso estar concentrado, motivado, pois todo jogo são decisões. Temos que voltar a erguer a guarda. Já passamos por uma situação complicada no início do campeonato e conseguimos sair. Sabemos o caminho, o que fazer e temos que colocar em prática a mudança de postura, de atitude, de comprometimento. Nossa concentração tem que ser maior. É hora de cada um dar o seu melhor, fazer algo a mais, se comprometer para buscar os resultados positivos e a permanência na Série B”, disse.

Copa Verde:

“Vamos encarar o Manaus com muita seriedade. É uma competição que levamos a sério. Temos que ter uma competitividade, aumentar o espírito dessa competitividade para que possamos voltar a vencer, buscando a vitória nessa competição que é muito importante para o clube”, finalizou.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS