Diário Online
Esporte / Esporte Pará
"SONHAR GRANDE"

Por glórias, meia diz que Tuna deve unir ambição e humildade

Araújo é um dos reforços da Lusa para o ano de 2022 e falou sobre a oportunidade de estar voltando para um grande da capital. Ele diz que Águia chega com moral por causa da tradição e camisa pesada

terça-feira, 04/01/2022, 20:20 - Atualizado em 04/01/2022, 20:20 - Autor: Kaio Rodrigues


Araújo e Tuna terão temporada cheia em 2022
Araújo e Tuna terão temporada cheia em 2022 | Matheus Vieira/Tuna Luso

Vice-campeã paraense em 2021, a Tuna chega com mais olhares na temporada de 2022. A Lusa terá um ano cheio e a crescente do clube nas últimas duas temporadas fazem com que as expectativas para boas campanhas nos torneios sejam criadas. Sabendo disso, a Águia se reforça com o passar do tempo. Um dos contratados para o ano, o meia Araújo, cria da base do Paysandu, falou sobre voltar a um grande da capital e faz projeções.

"Eu vejo essa chance com muita alegria. É sempre bom vestir a camisa de um time grande da capital, fico feliz de voltar a vestir novamente a camisa da Tuna (ele iniciou no futsal da Lusa), um clube que me abriu as portas e terá uma temporada longa, difícil, mas que tem tudo para chegar longe. Agradeço a comissão técnica e a diretoria por confiarem em meu trabalho", frisou.   

Tuna quer conquistar o Parazão para quebrar jejum de 33 anos
Tuna quer conquistar o Parazão para quebrar jejum de 33 anos | (Foto: Matheus Vieira/Tuna Luso)

A Tuna Luso iniciou seus trabalhos de preparação no início de dezembro. Na temporada, os cruzmaltinos terão pela frente o Campeonato Paraense, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro da Série D e Copa Verde. Araújo, que também é conhecido como Fuinha, diz que o clube precisa sonhar alto, mas nunca esquecendo da humildade.

"O que é mais importante no início do trabalho é sempre manter o foco e a humildade para se iniciar a temporada. Sabemos que vai ser um ano corrido, com muitas competições e precisamos estar fortes para alcançar os objetivos. É preciso sonhar com coisas grandes, mas sempre com os pés no chão. Vamos buscar colocar a Tuna entre os primeiros sempre, pois é onde o clube merece estar", salientou.

Na temporada de 2021, a Águia do Souza estava com as mãos na taça do Parazão. Eliminando o Remo nas semifinais da competição com autoridade, venceu o Paysandu por 4 a 2  no primeiro jogo da decisão e abriu o placar na Curuzu, na volta. Ou seja, precisaria sofrer quatro gols para perder o título e sofreu. Apesar de tudo, foi um ano positivo, já que a equipe retornava à elite após sete anos longe.

"A Tuna chega como um dos times a ser batido. Tem tradição e camisa pesada e, principalmente, pelo trabalho que vem sendo realizado pela diretoria nesses últimos anos. Claro que temos que fazer a nossa parte, sempre com humildade. Todos os jogos vão ser difíceis em 2022, por isso estamos trabalhando duro. Começamos a pré-temporada dia 7 de dezembro e vão ser quase dois meses de preparação até o dia do primeiro jogo. Vamos chegar fortes, se Deus quiser", finalizou.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS