Diário Online
Esporte / Esporte Pará
GRANA ALTA

Paysandu é condenado indenizar meia Juninho. Saiba o valor!

Após apagada passagem pelo Papão em 2020, o atleta hoje atua na Indonésia. Ele ganhou ação judicial movida contra o clube, mas ainda cabe recurso.

quinta-feira, 12/05/2022, 17:00 - Atualizado em 12/05/2022, 17:02 - Autor: Magno Fernandes

Google News

Meia Juninho atuou no Paysandu entre agosto de 2020 e janeiro de 2021.
Meia Juninho atuou no Paysandu entre agosto de 2020 e janeiro de 2021. | Jorge Luis Totti/Paysandu

Enquanto o grupo de atletas e membros da comissão técnica do Paysandu ajustam os últimos detalhes para mais um desafio dentro das quatro linhas, pela Série C do Campeonato Brasileiro, o setor jurídico alviceleste se movimenta tentativa de diminuir os problemas trabalhistas. O objetivo é evitar o aumento ainda mais as dívidas do clube.

O caso mais recente de ex-atletas do Papão que venceram na esfera judicial é o do meia Juninho. Ele vestiu a camisa bicolor entre agosto de 2020 e janeiro de 2021, e hoje atua no PSS Sleman, da Indonésia. No alviazul paraense, o atleta disputou 19 jogos e não marcou nenhum gol. E passados mais de um ano e meio, ele ganhou ação judicial na Justiça do Trabalho contra o Paysandu.

Meia quer Paysandu superando grama sintética no Sul

Na última sexta-feira (6), O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT8) condenou o Paysandu a pagar exatos R$ 103.915,84 para o meia-atacante Juninho. O valor é referente ao não pagamento de dois meses do direito de imagem, férias e 13° salário. A decisão cabe recurso. No entanto, o clube tem até o dia 19 de maio para exercer tal direito.

Ta ok! Pipico já está apto e poderá atuar pelo Paysandu

De acordo com os autos do processo, Juninho disse que recebia R$ 20 mil de salário, sendo divididos em R$ 15 mil de direito de imagem e R$ 5 mil na carteira de trabalho. No entanto, ele recorreu da decisão, porque segundo informação apurada pela reportagem, o juiz não considerou o direito de imagem como sendo totalmente de natureza salarial, mas apenas um percentual dos vencimentos do atleta.

 

| Reprodução
 

Na decisão publicada pelo juiz titular da 14ª Vara do Trabalho de Belém, Marco Plínio da Silva Aranha, é relatado que "em face do exposto e mais do que dos que dos autos consta, decide-se, nos autos da reclamação trabalhista ajuizada por Eduardo José Barbosa da Silva Junior (Juninho), contra o Paysandu Sport Club, julgar procedentes os pedidos formulados pelo autor, condenando a reclamada a pagar as parcelas de 'direito de imagem', salários retidos, diferenças de 13º salários e gratificações natalinas".

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS