Diário Online
Esporte / Esporte Pará
"EM CONSTRUÇÃO"

Bonamigo destaca alegria do Clube do Remo ao jogar em casa

Técnico falou sobre o equilíbrio que a Série C vem apresentando, do fenômeno Azul como maior aliado, do crescimento da equipe e dos jogadores entenderem o que representam como um todo

segunda-feira, 06/06/2022, 23:54 - Atualizado em 06/06/2022, 23:55 - Autor: Kaio Rodrigues

Google News

Bonamigo mantém os pés no chão e fala sobre crescimento na hora certa
Bonamigo mantém os pés no chão e fala sobre crescimento na hora certa | Samara Miranda/Remo

O Clube do Remo conseguiu uma bela e importante vitória na noite desta segunda-feira (6), ao golear o Campinense pelo placar de 4 a 0, no Estádio Baenão, em Belém. Agora, os azulinos somam 16 pontos e ocupam a quinta colocação na classificação. O técnico Paulo Bonamigo falou que o Leão Azul está em evolução e que vem mostrando alegria ao jogar diante do seu torcedor.

“Estamos crescendo no momento certo. A equipe está tendo felicidade de jogar no Baenão e isso é muito positivo, pois estamos diante da nossa torcida, que é exigente, mesmo com o time vencendo. A atitude coletiva foi muito boa. Temos uma equipe em construção. Hoje, estreamos mais um jogador, que foi o Anderson Paraíba. Saímos do estadual para o Brasileiro. Chegaram oito jogadores. Aos poucos foram entendendo os conceitos e ideias de treinamentos, mesmo em pouco tempo para treinar por conta da quantidade de jogos. Agora, conseguimos ter uma semana inteira para treinar. Conseguimos ter uma evolução em termos de regularidade e consistência em um tempo maior. Os jogadores já estão mais adaptados, entrosados, entendendo o que queremos. As coisas estão se encaixando. No futebol não é só contratar 10. É normal aparecer oscilações. Temos defeito. Choveu bastante hoje e atrapalhou ambas as equipes. O Campinense tem um jogo rápido, de posse. Fizemos um jogo positivo. Marcamos em cima e isso não é fácil em campo pesado", disse.

Técnico aprovou trabalho coletivo da equipe e intensidade nos 90 minutos
Técnico aprovou trabalho coletivo da equipe e intensidade nos 90 minutos | Samara Miranda/Remo
 

Foi a vitória mais tranquila dos comandados de Paulo Bonamigo neste brasileiro. Inclusive, a primeira goleada e o melhor jogo, independentemente da fragilidade do adversário, que chegou ao seu sétimo jogo sem vencer na competição. O técnico azulino falou sobre a importância dos jogadores entenderem sobre o papel deles como um todo.

“Esperava uma atitude positiva da equipe, pois tivemos uma semana intensa, de qualidade, mesmo com problemas de jogadores com lesões. A entrega foi boa, a conversa. Sempre falo que é importante a motivação do treinador não ser maior que a do grupo, pois são os jogadores que têm que ser um termómetro para a comissão técnica e a torcida. Não podemos perder esse aliado, que são nossos torcedores. Ela está confiando no time e isso é importante. Hoje, representaram bem essa camisa. Jogaram com raça, determinação e técnica. Não podemos esquecer que sem sabedoria, não se tem resultado. É preciso organização, coletivo, que aí aparecem as individualidades", enfatizou.

Na próxima rodada, o Leão Azul vai encarar o Volta Redonda, no Estádio Raulino de Oliveira, no Rio de Janeiro. Podemos considerar um confronto direto, já que os cariocas estão em sétimo, com 13 pontos, três a menos que os paraenses. Bonamigo destacou o equilíbrio que a competição nacional vem apresentando e até revelou surpresa com a goleada sobre o Campinense.

“Sabemos que segunda-feira que vem temos uma outra grande batalha. Essa competição é feita disso. Temos que ir superando cada degrau, aprender, tirar lições de alguns reveses. As derrotas precisam ser pedagógicas e ensinar. Sempre falo para eles, por exemplo, sobre o empate com o São José, onde nos descuidamos em dois minutos e tomamos dois gols jogando bem. É uma competição que vem apresentando um equilíbrio muito grande. As equipes estão se ajustando. Essa Série C está nivelada. Não tem ‘galinha morta’. Não tem um time que irá vencer com facilidade. O resultado de hoje surpreendeu, foi atípico. Enfrentamos uma das melhores defesas. Com certeza precisamos evoluir, não se acomodar, entrar em zona de conforto. Pelo contrário, temos que deixar o grupo homogêneo. Os atletas estão chegando, retornando e todos precisam estar no mesmo nível", finalizou.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS