Diário Online
Esporte / Esporte Pará
PARAZÃO 2022

Paysandu é condenado pelo TJD por apagão no Re-Pa

O time, no entanto, foi absolvido de outra acusação.

quarta-feira, 06/07/2022, 09:33 - Atualizado em 06/07/2022, 10:18 - Autor: Lucas Contente

Google News

Jogadores do Clube do Remo comemorando título em meio a escuridão
Jogadores do Clube do Remo comemorando título em meio a escuridão | Fernando Torres

Um "causo" que entrou para a história da rivalidade entre a dupla Remo e Paysandu foi julgado na última segunda-feira (04).

Na ocasião, o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) decidiu pela condenação do Paysandu, que terá que pagar R$15 mil, pelo apagão após a final do Parazão 2022, contra o Clube do Remo. O zagueiro Marcão, expulso na mesma partida, pegará 2 jogos de "gancho".

A pena, inicialmente estipulada em R$30 mil, foi reduzida pela metade. Além disso, o time foi absolvido de pagar R$10 mil pelo arremesso de sapatos e outros objetos em campo.

LEIA TAMBÉM:

Remo critica Paysandu por apagão e agressões no Re-Pa

Apagão na Curuzu vai virar camisa especial do Clube do Remo

TJD-PA pune Paysandu e coordenador por agressão no Re-Pa

O apagão aconteceu no segundo jogo da final do Campeonato Paraense, no Estádio Banpará Curuzu. Na ocasião, o Leão saiu vitorioso pelo placar agregado de 4 a 3, e ficou com o título, porém, no momento em que os atletas azulinos iriam levantar a taça, todos os refletores do "Vovô da Cidade" foram apagados. 

LEIA A DECISÃO DO TJD

“Por unanimidade, fica o Recurso do Remo rejeitado. Por unanimidade, aplica-se a pena de suspensão de 02 partidas, com automática, ao atleta da equipe do Paysandu, Marcos Wilson da Silva. Por maioria, fica a equipe do Paysandu absolvida da pena pelos arremessos de objetos. Por maioria, mantém-se a Decisão da 3° Comissão, com redução no valor da pena pecuniária para R$ 15 mil, quanto ao apagão.”

E MAIS - COM GOL DE HULK, ATLÉTICO-MG VENCE O EMELEC E AVANÇA NA LIBERTADORES


 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS