Diário Online
Esporte / Esporte Pará
PONTO FORA

Após 0 x 0, técnico do Remo lamenta: " dava pra ter vencido"

Mesmo não conseguindo a vitória, azulinos deixam João Pessoa com um ponto conquistado no empate contra o Botafogo.

segunda-feira, 25/07/2022, 20:07 - Atualizado em 25/07/2022, 20:10 - Autor: Magno Fernandes

Google News

Técnico do Clube do Remo, Gerson Gusmão.
Técnico do Clube do Remo, Gerson Gusmão. | Reprodução/ Remo TV

A saga do Clube do Remo para retornar ao grupo dos oito primeiros colocados na Série C do Campeonato Brasileiro continua. Mesmo saindo de João Pessoa-PB em sofrer gols, o time comandado pelo técnico Gerson Gusmão não conseguiu conquistar a vitória e assim, segue fora da faixa de classificação à segunda fase da competição nacional.

Após o empate em 0 x 0, diante do Botafogo da Paraíba, o treinador azulino avaliou o desempenho da equipe ao longo da disputa. Durante o confronto disputado no estádio Almeidão, na noite do último domingo (24), pela 16ª rodada da terceirona do Brasil,o Leão Azul Paraense até que chegou a criar chances na etapa inicial, mas na visão de Gerson Gusmão, a sequência do confronto não foi como esperado.

Clube do Remo precisa de série de vitórias para se classificar

"Conseguimos levar mais perigo ao adversário, mas não aproveitamos as oportunidades. No segundo tempo, a nossa equipe caiu um pouco de rendimento. O jogo ficou mais truncado, com menos oportunidades. Faltou aproveitar alguns lances. Sabemos que é difícil jogar aqui. O Botafogo tem uma equipe muito bem encaixada, uma equipe que está num momento bom. Não poderíamos nos expor de qualquer maneira e sofrer os contra-ataques", disse.

Técnicamente, o confronto entre alvinegros e azulinos foi bem abaixo do esperado, com poucas chances apresentadas através de ambas as equipes. Entretanto, o time paraibano segue nas primeiras colocações da Série C, e diante disso, Gerson Gusmão ressalta que - pouco que foi apresentado dentro de campo - o Leão merecia ter saído do Almeidão com a vitória que renderia o retorno ao G-8 no campeonato.

Ônibus do Clube do Remo é atacado na chegada ao Almeidão

"O adversário está na nossa frente na tabela e não tinha motivo para se expor. Eles fizeram um jogo de segurança, uma partida para jogar no nosso erro e nós não podíamos proporcionar isso. Dava para ter arriscado um pouco mais, mas daríamos mais oportunidades para o adversário criar mais situações. Foi um jogo que dava para ter vencido, mas não poderíamos arriscar de qualquer maneira e correr o risco de perder a partida. É um ponto que não era o que queríamos, mas é bem-vindo para a sequência da competição", avaliou.

Com relação aos modificações processadas durante o jogo - Vanílson, Netto Norchang, Jean Patrick e Erick Flores, nos lugares de Brenner, Leandro Carvalho, Anderson Paraíba e Bruno Alves - Gusmão tentou corrigir as carências apresentadas na finalização e ao mesmo tempo buscar maior aproximação do time ao setor defensivo do Belo. No entanto, nenhuma delas surtiu efeito.

"Procuramos colocar que nós tínhamos de opção ofensiva. As outras são dois laterais, um zagueiro e um jogador de meio de campo. A gente sempre vem com um número reduzido de atletas em relação aos jogos do Baenão, não dá para trazer todo mundo. Precisamos fazer um balanço daquilo que você pode precisar no jogo e tentar melhorar", concluiu.

Com empate, o Clube do Remo agora soma o total de 22 pontos pontos conquistados na disputa e chega a 10ª posição. na classificação. Por outro lado, o Belo Paraibano permanece na 4ª posição, com 26 pontos. Na próxima rodada, o Botafogo-PB vai até o Amazonas para enfrentar o Manaus-AM, enquanto que o Filho da Glória e do Triunfo recebe o Ferroviário-CE, na segunda-feira (1º), em Belém.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS