Notícias / Notícias Brasil
DOENÇA RARA E GRAVE

Morre veterinária internada com suspeita de 'doença da urina preta'

Priscyla Andrade adquiriu a doença após comer um tipo de peixe

terça-feira, 02/03/2021, 14:42 - Atualizado em 02/03/2021, 14:42 - Autor: Com informações UOL


Pryscila estava internada em estado gravíssimo na UTI em um hospital na capital pernambucana
Pryscila estava internada em estado gravíssimo na UTI em um hospital na capital pernambucana | Reprodução/Arquivo Pessoal

Morreu no Recife a médica veterinária Pryscila Andrade, de 31 anos, que estava internada em estado gravíssimo na UTI em um hospital na capital pernambucana com suspeita de Síndrome de Haff, a "doença da urina preta".

A jovem foi internada no último dia 20 de fevereiro junto com a irmã, que teve alta médica no dia 24, após passar dias no Real Hospital Português (RHP) apresentando sintomas da doença.

A mãe de Pryscila, Betânia Andrade, confirmou a morte da filha em entrevista à imprensa local. "Minha filha não resistiu. Esse peixe matou minha princesa", disse. 

Relembre o caso

As duas irmãs pernambucanas adoeceram e precisaram ser internadas após comerem o peixe Arabaiana, uma espécie conhecida popularmente como "olho de boi". Uma delas, Pryscila, foi internada em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e a outra, Flávia, foi atendida em uma enfermaria e teve alta dias depois.

As irmãs apresentaram suspeita de Síndrome de Haff, conhecida também como "doença da urina preta". De acordo com os médicos, a enfermidade provoca lesão muscular e também afeta os rins.

Ainda segundo os especialistas, é uma doença rara que acontece de forma repentina e que é caracterizada pela ruptura das células musculares, o que leva ao aparecimento de alguns sinais e sintomas como dor e rigidez muscular, dormência, falta de ar e urina preta, semelhante ao café.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS